AD Sanjoanense, 7 – HC “Os Tigres”, 1

Jogo no Pavilhão de Desportos da AD Sanjoanense.

Árbitros: Florindo Cardoso e Carlos Correia (AP Minho).

AD Sanjoanense: Tiago Rodrigues, Alexander Mount, Pedro Cerqueira, Xavier Cardoso, José Almeida.

Suplentes: Marco Lopes, Tiago Almeida, João Cruz, Pedro Rego, Alexandre Barreira.

Treinador: Vítor Pereira.

HC “Os Tigres”: Pedro Santos, André Martins, Filipe Bernardino, Paulo passos, Xavier Lourenço.

Suplentes: Miguel Fernandes, Pedro Jordão, Anderson Luís, Frederico neves, Tiago Godinho.

Treinador: André Luís.

Ao intervalo: 2-0.

Marcha do marcador: 1-0 por Alexander Mount (5’), 2-0 por Xavier Cardoso (13’), 2-1 por Filipe Bernardino (27’), 3-1 por Alexander Mount (35’), 4-1 por Alexander Mount (35’), 5-1 por Alexander Mount (40’), 6-1 por Pedro Cerqueira (42’), 7-1 por João Cruz (47’).

Depois de vencer a Zona Norte e de garantir o regresso à divisão principal do hóquei em patins, a Sanjoanense deu um passo importante, no último sábado, rumo ao título nacional da 2.ª Divisão ao golear o HC “Os Tigres”.

A jogar em casa o encontro da primeira mão frente ao campeão da Zona Sul, os alvinegros tiveram alguma dificuldade nos minutos iniciais para impor o seu jogo, e até foram os visitantes os primeiros a criar perigo, mas após uma fase de acerto os homens de Vítor Pereira tomaram conta da partida e arrancaram para uma exibição consistente e de qualidade.

Com Tiago Rodrigues a cumprir o último jogo à frente da baliza alvinegra, a formação de Almeirim começou cedo a testar a atenção do guardião da casa, mas foi Alexander Mount que aos cinco minutos abriu caminho para a goleada. A resposta dos visitantes não demorou, mas o guarda-redes da Sanjoanense, que foi um muro autêntico, negou o golo da igualdade a Paulo Santos.

Decididos a construir uma vantagem confortável para a deslocação a Almeirim, os alvinegros caminhavam para uma exibição sólida e aos 13 minutos Xavier Cardoso materializava o ascendente da Sanjoanense, que se acentuou na segunda parte.

Com dois golos de vantagem (2-0), graças também à excelente exibição de Tiago Rodrigues, que travou um penalti praticamente em cima do intervalo, os locais regressavam dos balneários com a mesma postura da primeira parte, mas os “Os Tigres” ainda acreditavam que podiam sair de S. João da Madeira com a vitória e logo aos dois minutos Filipe Bernardino reduzia a diferença.

A Sanjoanense não tremeu e precisou de algum tempo para responder, mas quando o fez colocou o marcador nos 4-1 em apenas um minuto com dois golos de Alexander Mount. O inglês não estava satisfeito, e com o público a aplaudir a excelente exibição alvinegra, a 10 minutos do final o britânico apontava o quinto dos locais. Pouco depois Pedro Cerqueira também inscrevia o nome na lista de marcadores e a três minutos do fim João Cruz, fechava a contagem.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui