Um encontro de amigos e de música que ficará marcado pela estreia do conceituado pianista belga em Portugal

 

As sonatas de Wolfgang A. Mozart, Johannes Brahms e César Franck vão ser tocadas em violino por Vladimir Omeltchenko e em piano por Patrick de Hooghe num recital marcado para amanhã, dia 14 de junho, pelas 21h30, nos Paços da Cultura.

A escolha deste reportório assenta na “ideia de reunir num único programa três obras de destaque, obras-primas marcantes do género de sonata para violino e piano. Os estilos das obras não deveriam ser muito distintos, por isso, a opção pela sonata de Mozart, das últimas que ele compôs (No. 32) que resulta numa transição do Classicismo para o Romantismo. Assim, esta obra poderia ser chamada ´Pré-Romântica´, antecipando duas sonatas de Brahms e Franck, esta última pertencente ao pleno Romantismo, de intenso teor emocional e de rara beleza”, adiantou Vladimir Omeltchenko. Deste recital, “as pessoas podem esperar uma surpresa, uma descoberta do mundo vibrante da música destes três compositores, um ´baptizado´ musical”, antecipou o violinista e pianista russo em exclusivo ao labor.

A oportunidade de trazer este espetáculo ao palco dos Paços da Cultura cujo auditório tem “boas condições acústicas e excelente piano de cauda ´Yamaha´” surgiu “através de amigos, que sugeriram e ajudaram na organização do evento”, deu a conhecer Vladimir Omeltchenko que já atuou várias vezes em S. João da Madeira.

Acerca destes dois artistas poderíamos escrever toda a sua extensa biografia, mas preferimos que o leitor fique com a sua curiosidade aguçada e procure tanto por um como por outro com a certeza de que muito mais sobre a pessoa e o profissional que eles são será dado a conhecer oportunamente pelo labor.

Para já damos a saber que o violinista e pianista Vladimir Omeltchenko tem dupla nacionalidade (russa e portuguesa) e a sua ligação a S. João da Madeira é baseada em laços de amizade e pessoais. Por sua vez, Patrick de Hooghe é um pianista com uma longa carreira internacional que tocará pela primeira vez em S. João da Madeira.

Os músicos conheceram-se em 1995 e entre o manter e o perder contacto voltaram a encontrar-se ao fim de mais de 20 anos. “Nem tinha a certeza se ainda estaria ligado à música”, mas hoje em dia “graças à internet conseguimos encontrar qualquer pessoa”, considerou Patrick de Hooghe, assumindo que “quando dois amigos músicos se encontram uma das coisas que têm de fazer é música juntos”.

Momentos antes de um ensaio para o recital, Patrick de Hooghe recordou o que pensou quando conheceu Vladimir Omeltchenko. “Ele era dos poucos russos que sorriam. Achei isso um bom sinal”, disse o pianista belga, tornando o ambiente ainda mais descontraído do que já existia quando chegou o labor.

Numa conversa pautada pelas recordações, Vladimir Omeltchenko relembrou o papel que Patrick de Hooghe teve numa mudança da sua vida. “Já tinha a intenção de mudar para a Europa, mas ele (Patrick de Hooghe) ajudou”, contou o violinista e pianista russo.

Se não fosse este recital realizado devido à iniciativa pessoal de uma pessoa próxima dos artistas que alugou o auditório dos Paços da Cultura, Patrick de Hooghe não conhecia nem se estrearia a tocar em S. João da Madeira e em Portugal. Para o pianista belga é “interessante visitar e descobrir este país que desconheço. Só tinha cá uma amiga em Portugal”. Quando quisemos saber quem é, essa amiga é nada mais nada menos do que a conceituada pianista Maria João Pires. “Tenho a intenção de a encontrar nestes dias” em que estará por cá, contou Patrick the Hooghe ao labor.

Bilhetes à venda

Os bilhetes têm o custo de sete euros e podem ser comprados na bilheteiraonline (www.bol.pt), Paços da Cultura de S. João da Madeira, lojas FNAC, CTT, Centro Comercial 8.ª Avenida (Worten), El Corte Inglês, Pousadas da Juventude, a linha 24h de reservas e informações 18 20 do MEO e os Quiosques Serveasy.

 

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui