Desde o estudo planeado, focado e centrado nos alunos, às atividades, aniversários e campos de férias, o Armazém 4 continua a alargar horizontes e parece não ver um fim para o seu crescimento

Foi com o lema “Mente sã em corpo são”, que o Centro de Estudos Armazém 4 nasceu em 2016 e, desde então, tem crescido, cada vez mais, através do olhar atento e cuidadoso dos encarregados de educação, professores, treinadores e monitores. O sucesso alcançado parece estar na base de uma receita simples: uma tonelada de entusiasmo pelas crianças e pelos adolescentes e uma pitada de paciência.

Adriana Gomes e Paula Pinto são ambas mães enternecidas quando referem o “nome” a quem confiam diariamente os seus filhos. Adriana Gomes é mãe de um aluno do 1.º ciclo e define o pessoal docente com palavras muito sucintas e simples. “Na estrada da felicidade, quem trabalha no Armazém caminha ao lado dos meus filhos e esse é o maior elogio ou definição que posso dar. São um aconchego”, assegurou.

Paula Pinto, mãe de uma aluna do 3.º ciclo, quando questionada sobre a imagem que tem do Armazém 4, reforça a manancial de oportunidades e aprendizagens que observa diariamente. “O Armazém 4 não é um centro de estudos. Não é outra escola com mesas, cadeiras e professores. O Armazém 4 é uma outra casa, uma outra família, onde se aprende, trabalha, dança e brinca, quando não é possível fazê-lo na casa principal. É onde se aprende a ajudar naquilo que é preciso com espírito de equipa, dedicação e orgulho. Há amor, carinho, alegria, riso e até um cão! Mas quando é preciso também há raspanetes e conversas sérias, às vezes com lágrimas e tudo, como em casa”, afirmou.

Manuel Silva, pai de um menino do 1.º ciclo, também realça a forma como o seu filho evoluiu socialmente no Armazém 4 e como esta evolução se traduz nos pequenos pormenores do dia-a-dia que observa. “O meu filho é uma criança extremamente dinâmica e feliz, no entanto sempre teve alguns problemas de integração e socialização. No final do dia, quando o vou buscar ao Armazém 4, vejo-o a brincar com todas as outras crianças e isso é o mais gratificante”, disse.

MENTORES E COLABORADORES

DR

Quanto aos docentes que integram a equipa do Armazém 4, contentamento e felicidade são os sentimentos partilhados.

Vanessa, professora efetiva a tempo inteiro e coordenadora do 1.º ciclo, chegou ao A4 há cerca de um ano e afirma ter a certeza que a felicidade que sente é a mesma que os seus alunos partilham, dentro e fora da sala de estudos. “No Armazém 4, os alunos vivenciam experiências únicas de partilha e felicidade”, afirmou.

Rita Azevedo escolta o A4 desde as suas origens. Neste momento, a seu cargo tem as aulas de dança e a coordenação técnica do Centro, que lhe têm permitido acompanhar de perto a polivalência pedagógica do Armazém 4, suportada pela prática da atividade física. “Acredito que a evolução de uma criança não passa somente pelos seus resultados académicos e sumativos, mas também, pelos seus níveis de felicidade. Pelo que consigo observar nas múltiplas oficinas, os alunos, através das artes, da música, da dança e do relaxamento, alcançam a tranquilidade que necessitam no final de um dia”.

Diana, a docente mais recente na casa, é professora de 2.º e 3.º ciclos. Relembra que os princípios base do Centro de Estudos que tanto admira e acarinha, desde a sua chegada, são a chave para a sua eficiência. “O Armazém 4 tem como premissa criar condições para que as nossas crianças e jovens cresçam em conhecimento, aliando-o ao desporto e às atividades artísticas.  Acreditamos que apenas um trabalho multidisciplinar é capaz de promover o desenvolvimento de capacidades cruciais para um crescimento saudável, privilegiando o rigor, mas sempre com uma grande dose de afeto. É cumprida a nossa missão quando contribuímos para o crescimento de miúdos capazes, ativos e, portanto, felizes!”, reforçou.

Maria Mendes, professora do 1.º ciclo e coordenadora dos aniversários A4, destaca o Armazém 4 como um espaço que pretende contribuir para o desenvolvimento da personalidade única de cada aluno, com a intenção de uma formação integral, na qual é valorizado o desenvolvimento físico, intelectual, afetivo e moral.  “O Armazém 4 vai ao encontro da minha ideologia pessoal/profissional, tornando muito gratificante pertencer e colaborar com esta equipa que deseja, sobretudo, a felicidade das suas crianças”, declarou.

Rita Veloso, diretora do Armazém 4, declara que o Centro de Estudos é a sua pequena utopia de um futuro no qual o ensino é multifacetado, com resposta a todos os alunos e, acima de tudo, projetado para ver tornados reais todos os sonhos e ambições daqueles que irão ser os futuros adultos. “O Armazém 4 nasceu do sonho em realizar um espaço de polivalência. A minha geração está a criar miúdos pouco autónomos e pouco responsáveis, facilitando-lhes a vida em demasia, o que os torna cada vez menos desenvencilhados. Sei que se trata de um assunto tabu, mas a malta facilita demasiado as tarefas às crianças, subestimando as suas capacidades. Devemos acreditar que eles conseguem sempre. Ao acreditarmos, eles acreditam e ´querer é poder´, como me ensinou, a minha professora primária”.

Rita Veloso acrescenta ainda: “Adoro vê-los dizerem aos pais que já conseguem fazer tostas sozinhos, lavar a loiça ou até organizar a sua roupa no balneário. Isso, sim, dá-me um gozo especial. Adoro que sejam gentis e saibam respeitar os outros, colaborando, interagindo e nunca menosprezando os outros. Adoro quando um deles se esquece do ´obrigado´ e o colega ao lado rapidamente corrige ´não te esqueceste de nada?´. Adoro ouvi-los dizerem: ´Ritas já consigo!´. Tudo isto faz o meu dia e é o que me faz sorrir por dentro. No final dou-lhes uma tarefa ainda mais difícil!”, afirmou rindo.

OS PADRINHOS

Alquimia Ourivesaria, Farmácia Central, Energy e Clínica Sara Santos são algumas das entidades que têm apadrinhado os prémios do A4 ao longo das suas várias atividades, celebrações e momentos cruciais.

Rita Veloso realça que “todos os nossos padrinhos têm sido incansáveis na resposta a todas as propostas ou pedidos colocados. Veem a infância e a adolescência como fases da vida nas quais é necessária uma aposta séria”. “Acredito que ao promovermos atividades e eventos entre os nossos padrinhos e as nossas crianças, estamos a criar uma ponte de ligação entre as nossas crianças e os conhecimentos e benefícios que podem obter”, acrescentou.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui