Apesar dos dados avançados pela junta e câmara, ainda não há data para a inauguração oficial por parte da ARS-N

A cadeira de dentista foi instalada na quarta semana de maio no Centro de Saúde de S. João da Madeira, tal como avançou em exclusivo o labor na edição de 23 de maio.

As consultas de saúde oral entrariam em funcionamento na semana seguinte, a partir do dia 29 de maio, com a médica dentista Kateryna Levytska e a assistente Célia Almeida a assistirem cerca de 10 utentes por dia, das 9h00 às 18h00, no Centro de Saúde, segundo informação avançada pela assessoria de imprensa da Junta de Freguesia de S. João da Madeira e enviada na semana passada ao labor.

Embora a média seja de 10 utentes por dia, este serviço de medicina dentária tem capacidade para atender 14 utentes por dia, deu a conhecer o gabinete de comunicação do Município, também na semana passada, em nota de imprensa enviada ao nosso jornal.

O labor tentou apurar o número de utentes atendidos na consulta de saúde oral desde o dia 29 de maio até ao dia 25 de junho, véspera de fecho da edição, junto do Centro de Saúde, mas não conseguiu obter essa informação.

A câmara municipal, em parceria com a junta de freguesia, “procedeu à aquisição do equipamento necessário para a instalação de um gabinete de consultas de saúde oral, no Centro de Saúde de S. João da Madeira, nomeadamente a cadeira de dentista, máquinas complementares de exames radiográficos, esterilização e um polimerizador dental”, adiantou o Município em nota de imprensa.

Relembramos que a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia de S. João da Madeira assinaram um protocolo com a ARS-N, no dia 18 de setembro de 2018, para a implementação do projeto “Saúde Oral Para Todos” com o objetivo de disponibilizar consultas de saúde oral aos utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) inscritos no Agrupamento de Centros de Saúde Aveiro Norte.

A junta de freguesia contribuiu com 10 mil euros e a câmara municipal com cerca de 20 mil euros.

Na altura em que este protocolo foi assinado, a previsão era de que um dentista estivesse à disposição dos utentes do Centro de Saúde de S. João da Madeira a partir de janeiro de 2019, acabando por estar disponível deste o fim do mês de maio.

João da Madeira é um dos cerca de 60 municípios do país, 17 dos quais da região norte, que integra o programa “Saúde Oral Para Todos”. Na região, o Centro de Saúde de Vale de Cambra também já integra esta especialidade e Oliveira de Azeméis terá o mesmo serviço em breve, segundo a nota de imprensa enviada pelo Município ao labor.

Consultas têm o custo da taxa moderadora

As consultas de saúde oral prestadas pelo SNS pretendem facilitar o acesso a esta especialidade por parte da população mais carenciada que apenas paga a taxa moderadora que é sete euros. Para aceder a este serviço, os pacientes deverão recorrer ao seu médico de família no Centro de Saúde de S. João da Madeira.

 

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui