Na Biblioteca Municipal até 30 de agosto

A Biblioteca Municipal Dr. Renato Araújo tem patente ao público, até 30 de agosto, mais uma exposição de trabalhos da autoria das cerca de 20 alunas da Universidade Sénior (US) do Rotary Club de S. João da Madeira que frequentam as disciplinas de Pintura e Artes Manuais. De seu nome “Portugal de Lés a Lés”, a mostra pode ser visitada de segunda a sexta-feira das 10h00 às 18h30 e aos sábados das 10h00 às 13h00. A entrada é livre.

“Portugal de Lés a Lés” poderá ter uma segunda edição

Composta por “paisagens, memórias e tradições que fomos descobrindo e recriando”, esta exposição inaugurada ao final da tarde da passada sexta-feira percorre, como o próprio título indica, “Portugal de Lés a Lés”. Se bem que nela “há partes do país que não estão representadas”. “Partes” em falta que, segundo Susana Silva, poderão vir a ser trabalhadas no ano letivo que se segue, de 2019/20.

Pelo menos, “já se pensou em estender este tema ao próximo ano para ver se conseguimos abranger o país todo”, disse a diretora da US ao labor, chamando à atenção que para tal acontecer terá de haver a concordância de todos.

“Vamos ver se concordam em dar continuidade ao tema”, afirmou a responsável diretiva, adiantando que, por exemplo, “a professora de Pintura pôs a hipótese de se fazer [da próxima vez] rostos portugueses, de pessoas importantes, em vez de casas”.  Mas note-se que, para além da Pintura, há outras disciplinas da Universidade Sénior empenhadas “em desenvolver o mesmo tema, que acaba por ser uma homenagem ao nosso país”, acrescentou.

Aliás, o Coro da Universidade Sénior – que atuou no início da inauguração na presença de, entre outros, o presidente da câmara Jorge Sequeira e a vereadora da Educação Irene Guimarães – trouxe até à Biblioteca Municipal cantares tradicionais portugueses. E com isso levantou um pouco véu do que veio a ser apresentado no sarau, também de final do ano letivo, que teve lugar nos Paços da Cultura, no último domingo, no âmbito do projeto camarário “Somos Nós”.

Exposição “é uma forma extraordinária de encerrar o ano letivo”

Para Manuela Gay, que falou com o nosso jornal poucas horas antes de passar a liderança do Rotary Club a Ricardo Laranjeira (o jantar de transmissão de tarefas ia ocorrer naquela noite), esta exposição “é uma forma extraordinária de encerrar o ano letivo”, mostrando “o trabalho de um ano inteiro dos nossos alunos”.

De acordo com a agora “past presidente”, “muitos alunos entram na Universidade Sénior sem saber pegar num pincel ou fazer um desenho, mas depois trabalham afincadamente, dedicam-se e o resultado está à vista”. “É, de facto, um motivo de muito orgulho para o Rotary Club. Ficamos de boca aberta com aquilo que eles fazem”, sublinhou Manuela Gay.

 

Próximo ano letivo será de “mudança”

No final de mais um ano letivo, que ainda contou com um passeio ao Parque Biológico da Serra da Lousã na última terça-feira, Susana Silva aproveitou esta breve conversa com o labor, para fazer um agradecimento público a todos os alunos, cujo número atual ronda os 120, e professores da Universidade Sénior (US) do Rotary Club de S. João da Madeira.

Diretora da US desde a sua fundação, já lá vão cerca de 14 anos, Susana Silva falou ainda, com expetativa, sobre o próximo ano letivo. Este será de “mudança” tendo em conta que a instituição vai mudar-se para uma “nova” casa na Rua de Alão de Morais, cedida pelo Município, como o nosso jornal noticiou na sua última edição.

“O espaço não é muito, mas em termos de qualidade é melhor do que temos hoje”, referiu a responsável, admitindo que “as expetativas são grandes”.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui