Exposição que mostra rostos com nome, rugas com história e olhos que brilham à comunidade

 

O grupo Famili´Arte “reinventa-se semanalmente na Oliva Creative Factory e entrega-se a projetos com toda a alma”, assim se descreve o próprio mal entramos no seu mais recente projeto, a exposição “Este Sou Eu”, que está patente desde o dia 6 de julho na entrada da incubadora de indústrias criativas e inserida nas comemorações da 10.ª edição do Oliva Bazar.

Este é um projeto do Centro Comunitário daAssociação de Jovens Ecos Urbanos que envolve os seus utentes ao mostrar rostos com nome, rugas com história e olhos que brilham à comunidade.

A orientação deste projeto é de Pedro Vieira, animador sociocultural da associação, e as obras são dos artistas Carlos Alberto, Emília Almeida, Irene Costa, Júlio Dias, Ludmila Lacobache, Manuel Duarte e Maria de Lourdes.

O Famili´Arte é um grupo constituído por pessoas que “por várias razões têm tempo livre” e tem como “ponto de encontro” todas as quartas-feiras a Oliva Creative Factory, deu a conhecer Pedro Vieira ao labor.

O orientador e os seus “alunos” não se limitam ao encontro naquele espaço para criarem algo, mas também vão ao encontro de outras atividades e espaços, tendo inclusive participado em outras edições do Oliva Bazar.

O que é sempre “sagrado” para este grupo é “o lanche à mesa” em que aproveitam para “falar, desabafar, rir até chorar”, confidenciou Pedro Vieira ao labor.

Em cada um destes encontros o orientador tem sempre o objetivo de “puxar pelas competências” dos seus “alunos” e “ajudá-los”, revelou o próprio, destacando o facto de este ser “um espaço livre” para os utentes do Centro Comunitário da Associação de Jovens Ecos Urbanos.

Para as obras desta exposição, os artistas usaram a técnica de stencil, tinta spray sob tecido, para “conseguirem colocar um retrato que aceitam e gostam deles”, permitindo-lhes obter “um resultado final que nunca conseguiriam se fosse à mão”, explicou Pedro Vieira ao labor.

A exposição “Este Sou Eu” do grupo Famili´Arte pode ser visitada até ao dia 31 de julho na Oliva Creative Factory.

A Associação de Jovens Ecos Urbanos também esteve presente no Oliva Bazar através de um Bazar Solidário que recolheu de géneros alimentares e produtos de higiene pessoal e habitacional. Ao longo do Bazar da Oliva foram recolhidos “alguns donativos, não tantos como em anos anteriores, mas não deixam de ser solidários”, revelou Rita Pereira, presidente da associação, sem conseguir adiantar o número de géneros e produtos recolhidos até ao fecho da edição do labor.

 

 

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui