O labor esteve à conversa com duas designers presentes

 

O Oliva Bazar celebrou dez edições realizadas ao longo dos últimos cinco anos na Oliva Creative Factory.

Esta “Glow Edition” foi animada com a tradicional apresentação e exposição de marcas e de produtos criados por jovens criadores e designers portugueses em que o público teve a oportunidade de encontrar produtos de grande qualidade e criatividade nas áreas da moda, jóias, acessórios, handcraft, decoração, ilustração e brinquedos ao longo do dia 6 de julho, sábado passado, na sala dos fornos.

O labor esteve à conversa com duas designers presentes no Oliva Bazar. O espaço de Patrícia Dias, estudante de Design Gráfico nas Caldas da Rainha, apresentava os produtos da marca “Notita”. “Estou a vender cadernos que faço à mão, costuro à mão, tenho várias coleções. Também tenho estojos e lápis que fiz em cooperação com a Viarco aqui de S. João da Madeira”, explicou Patrícia Dias ao labor.

DF

Esta estudante de design gráfico depois de ter participado pela primeira vez no Oliva Bazar de Natal, regressou para esta nova edição. Até ao momento em estivemos à conversa com Patrícia Dias, a sua participação estava “a correr bem”. “Ainda tem pouquinha gente, mas estou na esperança que chegue mais gente”, revelou a estudante de design gráfico ao labor.

Num outro espaço encontramos Rita Guimarães, criadora da marca “Cave Original”, que tal como Patrícia Dias participava pela segunda vez no Oliva Bazar depois da sua estreia ter acontecido na última edição de Natal. Apesar de ser natural de S. João da Madeira, Rita Guimarães, formada em designer gráfico, está a viver no Porto.  A sua marca, “CAVE”, começou como próprio nome indica na “cave de um antigo prédio no centro histórico do Porto” quando “precisava de fazer coisas para uma loja sobre o Porto que queria coisas diferentes do que já existia. Então fiz uns desenhos, comecei a fazer desenhos em serigrafia só sobre o Porto. Entretanto, comecei a fazer alguns desenhos originais”, contou Rita Guimarães ao labor.

DF

A adesão das pessoas ao Oliva Bazar estava “muito fraquinha” até ao momento em que falamos com a criadora da marca “Cave”, mas a própria considerou que, à semelhança da outra edição em que participou, “ao final do dia aparece mais gente”. Em relação à possibilidade de Rita Guimarães regressar à sua terra, a resposta foi imediatamente “não, não é opção de todo vir para S. João da Madeira”, explicando que na sua área “as aberturas lá são muito maiores”. “Costumo fazer os mercados lá no Porto e não tem comparação”, concluiu a designer sanjoanense ao labor.

Para além destas duas jovens designers, marcaram presença no Oliva Bazar os projetos Wood Toys; Inusitado; Xarmita; Planeta Violeta; Alecrim; Sofia Pádua Ilustração; Larum by Suzete; MorenaJoalheira; Golden Bird; O atelier do Cacau; Maria Fernandes Jewellery; Joana Lima Jewellery; Malva ; Zezling; Rock’ n Bake; Noon Macrame; Fiipa; BellisGirl; Cart; Feltrando;  Energia.Pt ; Universidade Aberta; Olive shoes and acessories; CDN- Conservatório de Dança do Norte; Oliva Palito, Central dos Pregos e CCD.

A 10.ª edição do Oliva Bazar contou ainda com um espaço para os miúdos com momentos de animação, insufláveis, oficinas pedagógicas e pinturas faciais promovidas pelo Armazém 4. E um outro espaço para os graúdos com espetáculos musicais, workshops, performances, visitas guiadas ao Centro de Arte Oliva e ações de solidariedade.

A animação musical que esteve presente ao longo de todo o dia do evento terminou com as atuações da banda “Os esquilos não gostam de pedras”, um projeto da Escola Arte do Som, às 21h30, e do Dj Set de Hugo Resende, às 22h30, na “Glow Party”.

Balanço é “positivo na medida em que contribui para divulgar novos projetos a surgir no mercado”

O balanço da 10.ª edição do Oliva Bazar é “positivo na medida em que contribui para divulgar novos projetos a surgir no mercado”, começou por dizer Carla Relva, responsável pela Oliva Creative Factory, ao labor.

“Paralelamente, nesta última edição foi possível dar passos em frente na oferta de programação cultural com destaque para a festa noturna que assinalou o facto de esta ter sido a décima edição”, destacou Carla Relva, considerando que “desta forma, pretende-se a afirmação crescente do evento, conferindo-lhe cada vez maior atratividade”.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui