O Pavilhão de Desportos da Associação Desportiva Sanjoanense voltou a encher para mais uma edição do tradicional Sarau de Ginástica do clube alvinegro, que no passado dia 6 de julho proporcionou ao público presente mais um espetáculo de grande qualidade. Cerca de 180 ginastas do clube, aos quais e juntaram mais de 70 atletas convidados, provenientes do Gimnocerco, Artigym e Ginásio Clube do Montijo, este foi um evento marcante para Maria João Paixão, uma das responsáveis pelo sarau, com a homenagem prestada a Manuela Queirós, quem a treinadora reconhece ter sido responsável por lhe “transmitir valores” que a têm acompanhado ao longo da vida.

Créditos: Direitos Reservados

Já na edição de 2018, face ao sucesso do evento, Maria João Paixão recordou a professora que a treinou enquanto atleta, este ano a treinadora do clube alvinegro cumpriu um desejo antigo e prestou um “justa homenagem” a uma pessoa que considera ser quem mais fez pela modalidade em S. João da Madeira e que contribuiu para dinamizar a ginástica na Associação Desportiva Sanjoanense. “As homenagens devem ser todas feitas em vida e nunca quando as pessoas partem”, sublinha a organizadora que, no ano em que o clube alvinegro comemora 95 anos de existência, sentiu “ser a altura ideal para esta surpresa”. Sublinhando que foi sob a alçada de Manuela Queirós que a ginástica “cresceu de forma incrível, numa cidade onde pouco havia em termos de desporto”, recordando que nessa altura a secção atingiu um número recorde de cerca de 500 atletas, Maria João Paixão confessa que a “admiração” pela então treinadora “foi imediata pela forma carinhosa com que recebia os novos atletas”.

Recordando a altura em que começou a trabalhar no clube alvinegro, relembrando o “legado”, como “valores de treino, princípios e técnica”, que fez questão de seguir ao longo dos seus 38 anos de carreira, Maria João Paixão deixou o agradecimento à sua antiga treinadora por poder, tal como ela, “continuar a ensinar com o coração”.

Numa noite com as emoções à “flor da pele” destaque também para homenagem à atual diretora da secção Dina Silvério, pela “disponibilidade, entrega e dedicação” que tem tido ao longo de mais de duas décadas ligada ao clube. “É, de facto, uma pessoa que não se pode esquecer. Sempre disponível, de coração e alma entregues à secção com os atletas mais novos e mais velhos. Merece todo o nosso amor, carinho e afeto e o nosso agradecimento eterno pela sua dedicação e entrega”, conclui Maria João Paixão.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui