O tema foi trazido a público por Paulo Cavaleiro. Segundo o vereador da coligação PSD/CDS-PP, “não é aceitável” o facto de o crematório encerrar “por questões de falta de pessoal”.  Na sua opinião, este “é um equipamento que valoriza a nossa cidade”, daí não perceber “como este assunto chegou a este ponto”.

Mas atenção que Paulo Cavaleiro não se limitou a alertar para o problema, dando também uma sugestão: “Há empresas que gerem crematórios, que podem ser uma solução”.

Já Jorge Sequeira, por sua vez, pediu “desculpas pelo encerramento temporário” e justificou que este ficou a dever-se, precisamente, a “questões de gestão de pessoal”. “Não é muito fácil encontrar alguém que realize aquele trabalho”, disse o presidente da câmara, lembrando, de seguida, que houve outros períodos em que o crematório também esteve fechado, mas por “questões técnicas”.

O autarca ainda fez votos para que “tenhamos sucesso na contratação” de um funcionário para aquele lugar.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui