O tema foi trazido a público por Paulo Cavaleiro. Segundo o vereador da coligação PSD/CDS-PP, “não é aceitável” o facto de o crematório encerrar “por questões de falta de pessoal”.  Na sua opinião, este “é um equipamento que valoriza a nossa cidade”, daí não perceber “como este assunto chegou a este ponto”.

Mas atenção que Paulo Cavaleiro não se limitou a alertar para o problema, dando também uma sugestão: “Há empresas que gerem crematórios, que podem ser uma solução”.

Já Jorge Sequeira, por sua vez, pediu “desculpas pelo encerramento temporário” e justificou que este ficou a dever-se, precisamente, a “questões de gestão de pessoal”. “Não é muito fácil encontrar alguém que realize aquele trabalho”, disse o presidente da câmara, lembrando, de seguida, que houve outros períodos em que o crematório também esteve fechado, mas por “questões técnicas”.

O autarca ainda fez votos para que “tenhamos sucesso na contratação” de um funcionário para aquele lugar.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here