Município dá mau exemplo

 

GN

O assunto foi trazido a público na reunião de câmara de 9 de julho pela voz da oposição. Na altura, a coligação PSD/CDS-PP chamou à atenção para a colagem de cartazes do Centro de Arte Oliva “nos piores sítios”, neste caso na Rua João de Deus, criando “uma má imagem”. Em seu entender, “a câmara devia definir critérios numa lógica de consciência ambiental”. Acontece que, passado quase um mês, nada foi feito. E isto mesmo depois de, nessa reunião, o presidente em exercício, José Nuno Vieira, tomar nota da “situação” e dizer que ia “averiguar o porquê dessa opção”.

 

Mais uma vítima dos pilaretes

 

DF

Quando descíamos a Rua Castilho, esta segunda-feira à tarde, assistimos a mais um encontro indesejado entre um carro e um pilarete. O encontro não foi tão grave como os outros, digamos que foi um encontro ligeiro. Ainda assim, a condutora do carro preferiu não voltar a arriscar a manobra de marcha-atrás para estacionar num dos lugares vagos com receio de que a frente do seu carro voltasse a bater no pilarete.

Nota: Os leitores também podem dar o seu contributo para esta nova rubrica do labor ao enviarem as informações e fotografias para o email alguempoemaoaisto@labor.pt.

 

26 situações tratadas em sete meses de rubrica

Ao fim de 34 rubricas “alguém põe mão a isto?” e 69 chamadas de atenção sobre situações que precisam de ser melhoradas em S. João da Madeira, voltamos a fazer um balanço.

Das 69 chamadas de atenção, 26 foram tratadas, uma delas está dependente do caso que está em tribunal e 42 continuam no mesmo estado.

Uma vez que o primeiro balanço que fizemos foi no mês passado, na edição de 6 de junho, em que 18 das 53 chamadas de atenção tinham sido resolvidas, concluímos que no espaço de cerca de um mês e meio foram resolvidas oito. Por agora, só resta insistir em que “alguém ponha mão a isto” que é como quem diz ao que continua por resolver.

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui