Sucedendo a Teresa Leão, Adelina Portela é, desde o passado dia 1 de agosto, a diretora do ISVOUGA – Instituto Superior de Entre o Douro e Vouga.

Este seu novo desafio surgiu na sequência de um convite que lhe foi dirigido pelo conselho de administração da Fundação Terras de Santa Maria da Feira, “a que não pude naturalmente recusar dada a minha ligação tão forte e de tantos anos ao ISVOUGA”, disse ao labor Adelina Portela, acrescentando que esta “oportunidade” se deveu ao facto de Teresa Leão, “que até aí superiormente dirigiu o ISVOUGA, ter abraçado um novo projeto pessoal”.

Em declarações exclusivas ao nosso jornal, a nova diretora do ISVOUGA adiantou que já há um plano a curto e a médio prazos, “a que brevemente será dada publicidade”. Trata-se de um plano que, para além de definir a missão, a visão, os valores e fazer uma breve análise desta instituição de ensino de Santa Maria da Feira, elege como eixos estratégicos   a “dimensão pedagógica e científica”;  “dimensão afeta à integração profissional dos diplomados”; “dimensão administrativo-institucional e infraestruturas”; “dimensão vocacionada para o reforço da notoriedade e da divulgação da oferta formativa do instituto”;  “Sistema Interno de Garantia da Qualidade”; e “Responsabilidade Social”.

Reforço do corpo docente e criação de Gabinete de Atendimento ao Diplomado são medidas a implementar

A nível de cada uma destas dimensões, Adelina Portela e a sua equipa têm em vista implementar várias medidas. E entre estas estão, por exemplo, o  reforço do corpo docente e da qualidade científica dos respetivos curricula;  estudo sobre o interesse e viabilidade da criação de novos ciclos de estudos; criação de um Gabinete de Atendimento ao Diplomado,com o intuito de um tratamento mais especializado com vista à colocação e acompanhamento dos diplomados no mercado de trabalho; dinamização de um evento (feira de emprego) ligado à empregabilidade para estudantes e diplomados, com a participação das entidades potenciais empregadoras da região. Além disso, também são objetivos a modernização dos serviços administrativos, pela criação de mecanismos de atuação à distância; disponibilização de um novo site institucional; acompanhamento, avaliação e melhoria contínua do sistema interno de garantia da qualidade; melhoria das condições de conforto e equipamentos; prestação de serviços de forma gratuita ou em condições especiais à comunidade; entre outros.

“Não obstante os desafios que se colocam atualmente ao ensino superior privado em Portugal, consideramos que o ISVOUGA continua a ser diferenciador, nomeadamente devido à estabilidade do corpo docente e respetivos resultados ao nível de desempenho. A satisfação dos estudantes com os docentes é elevada. Aliás, a cultura de proximidade é um dos fatores mais destacados”, sublinhou a diretora.

Nova diretora está ligada ao Instituto Superior desde a sua fundação

Adelina Portela nasceu a 20 de janeiro de 1966, em Santa Maria da Feira, onde fez todo o percurso escolar pré-universitário. Em 1989 concluiu a licenciatura em Direito, na Universidade Católica Portuguesa, Centro Regional do Porto. Posteriormente, fez o curso de mestrado em Ciências do Direito Privado.

Logo após a conclusão da licenciatura procedi à sua inscrição na Ordem dos Advogados, tendo passado a exercer a advocacia enquanto profissional liberal. Em simultâneo, com o estágio da advocacia lecionou no ensino secundário público e também na Escola de Hotelaria e Turismo do Porto, enquanto esta teve uma unidade de aplicação em Santa Maria da Feira.

Encontra-se ligada ao ISVOUGA desde 1990, ou seja, desde a sua fundação. Como docente, mas também exercendo ao longo dos anos diferentes cargos, designadamente membro do conselho técnico-científico, membro do conselho edagógico, assessora da direção e chefe dos serviços administrativos.

O seu mandato, agora, como diretora é de dois anos, podendo ser renovável.

Nova composição dos órgãos do ISVOUGA

Para além de Adelina Portela como nova diretora, o ISVOUGA conta ainda, mas no conselho técnico-científico, com Nuno Loureiro (presidente), Antonieta Lima (vice-presidente), Teresa Leão (diretora) Letícia Costa (secretária), Andreia Silva, Carlos Martins, Miguel Ângelo Santos, Paula Quintas, Paulo Jorge Marcelo, Paulo Jorge dos Santos, Susana Lamas e Vasco Soares.

Já o conselho pedagógico é presidido por Andreia Silva, sendo composto também por João Pedro de Sousa (vice-presidente), Teresa Leão (diretora, secretária), Rita Godinho de Sousa (presidente da AE) e representantes dos Estudantes.

Quanto ao conselho consultivo, é constituído pela Agência Lei, Aspöck Portugal, S.A., Associação de Municípios das Terras de Santa Maria, Associação Empresarial de Santa Maria da Feira, Azevedos Indústria, S.A., Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, CENFIM, Centro de Emprego e Formação Profissional de Entre Douro e Vouga, Centro Tecnológico da Cortiça, Centro Tecnológico do Calçado, CINCORK, COLEP Portugal, S.A., Corticeira Amorim, ECCO’LET Portugal – Fábrica de Sapatos, Lda., Escola Secundária de Santa Maria da Feira, EuroTagar, Gestamp Aveiro, Indústria de Acessórios de Automóveis, IPDT – Inst. Planeamento e Desenvolvimento do Turismo, KIRCHHOFF Automotive Portugal, S.A., Simoldes Plásticos, S.A, Toyota Caetano Portugal, S.A., Zona Verde – Consultores e Estudos Avançados, Lda., José Manuel Leão, presidente do conselho técnico-científico do ISVOUGA, presidente do Conselho Pedagógico do ISVOUGA, provedora do estudante do ISVOUGA e presidente da Associação de Estudantes do ISVOUGA.

Susana Lamas, por sua vez, é precisamente a provedora do estudante.

 

Aulas arrancam a 18 de setembro 

Candidaturas para este novo ano letivo ainda estão a decorrer

 

DCIM100MEDIADJI_0101.JPG

A pouco mais de 15 dias do arranque das aulas e ainda com as candidaturas a decorrer, o ISVOUGA antecipa mais um ano letivo com um número crescente de candidatos. Trata-se, segundo nota de imprensa enviada ao labor pela própria instituição de Santa Maria da Feira, do reflexo da confiança dos seus públicos nos resultados de todo um processo de ensino-aprendizagem desenvolvido, com muito empenho e dedicação, por parte dos seus docentes e serviços, ao longo de quase três décadas de existência.

A 18 de setembro, o ISVOUGA inicia assim as aulas das suas cinco licenciaturas, nomeadamente de Contabilidade, Engenharia de Produção Industrial, Gestão de Empresas, Marketing, Publicidade e Relações Públicas e Solicitadoria. E, além disso, propõe-se ainda lecionar Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) em Contabilidade e Fiscalidade, Criação e Gestão de Negócios, Gestão Comercial e Vendas, Gestão de Turismo e Produção Industrial e Serviços Jurídicos; pós-graduações em Contabilidade e Fiscalidade (Formação conferente de créditos pela OCC), Engenharia de Produto, Marketing Digital e e-Commerce (7.ª edição), Recursos Humanos e Relações Laborais (nova) e um mestrado em Gestão de Empresas, recentemente avaliado e acreditado pelo período máximo considerado para o efeito (seis  anos), o que, conforme refere o comunicado recebido pelo nosso jornal, atesta a qualidade que lhe foi reconhecidapor parte da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior – A3ES.

 

Prazos de candidaturas

CTeSP’s

2.ª fase – de 5 a 12 de setembro

 

Licenciaturas

3.ª fase– de 2 de setembro a 19 de outubro

Pós-graduações

Até 14 de setembro

Mestrado

3.ª fase– de 2 de setembro a 19 de outubro

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui