A Polícia Judiciária estava a investigar a morte suspeita da freira Maria Antónia Guerra, mais conhecida por “Tona” em S. João da Madeira, depois desta ter saído durante a manhã de domingo passado para a missa e não ter voltado para casa.

O alerta a “dar conta de uma morte súbita” numa habitação na Rua de Arrifana foi dado por volta das 14h30 à Polícia de Segurança Pública que se deslocou de imediato para o local, confirmou durante a manhã de hoje o comissário Hélder Andrade ao labor.

O corpo de Maria Antónia Guerra foi deslocado para autópsia no Hospital de S. Sebastião em Santa Maria da Feira.

A Polícia Judiciária está a tomar conta do caso em que o principal suspeito é um homem de 45 anos que tem cadastro por tráfico de droga, violação e sequestro.

Para já, “a única certeza é a de uma morte sem assistência médica”, mas a autópsia vai confirmar ou descartar as hipóteses de “violação e homicídio” que estão em cima da mesa, esclareceu o comissário da PSP de S. João da Madeira.

Ao início da tarde de hoje a Polícia Judiciária emitiu um comunicado em que confirma a identificação e a detenção do suspeito pelo homicídio qualificado de Maria Antónia Guerra.

(mais informação na edição impressa)

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui