A Polícia Judiciária estava a investigar a morte suspeita da freira Maria Antónia Guerra, mais conhecida por “Tona” em S. João da Madeira, depois desta ter saído durante a manhã de domingo passado para a missa e não ter voltado para casa.

O alerta a “dar conta de uma morte súbita” numa habitação na Rua de Arrifana foi dado por volta das 14h30 à Polícia de Segurança Pública que se deslocou de imediato para o local, confirmou durante a manhã de hoje o comissário Hélder Andrade ao labor.

O corpo de Maria Antónia Guerra foi deslocado para autópsia no Hospital de S. Sebastião em Santa Maria da Feira.

A Polícia Judiciária está a tomar conta do caso em que o principal suspeito é um homem de 45 anos que tem cadastro por tráfico de droga, violação e sequestro.

Para já, “a única certeza é a de uma morte sem assistência médica”, mas a autópsia vai confirmar ou descartar as hipóteses de “violação e homicídio” que estão em cima da mesa, esclareceu o comissário da PSP de S. João da Madeira.

Ao início da tarde de hoje a Polícia Judiciária emitiu um comunicado em que confirma a identificação e a detenção do suspeito pelo homicídio qualificado de Maria Antónia Guerra.

(mais informação na edição impressa)

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here