Um almoço informal no “Pedra Bela”

0
43

Um almoço! Informal! Quatro amigos eramos nós,

Cada um escolheu seu prato, mas nenhum deles igual,

Na certeza que eram todos, cada um porta-voz

De uma intenção especial, qualquer coisa de … banal.

 

A chanfana, o bacalhau, eram tripas, mariscada,

A conversa trivial de quem se senta a uma mesa,

Apenas gastronomia – restaurante de nomeada:

“O Pedra Bela” simbólico, que deu… em conversa acesa.

 

Falou-se das nossas mentes, do nosso eixo neuronal,

Quando terá surgido, em que seres da criação?

Dos milhões de anos corridos até que num afinal…

Um cérebro terá nascido, produto da evolução.

 

A conversa recaiu, argumentos ressaltaram

Num tipo de discussão entre crentes e ateus,

E foi renhido o combate onde as provas não faltardes

P’ra se concluir com dúvidas sobre a existência de Deus.

 

Em ADN´s à solta, as mutações foram setas

Na base do conflito sobre causas e outros meios,

Puxaram-se dos galões de inteligências abertas

Esgrimiram-se floretes, como sucede em torneios.

 

Palavra puxa palavra, não se chegou a consenso,

Toda a conversa acabou pois já ninguém conseguia

Fazer-se ouvir, era tal o calor que era imenso,

ensurdecedor de abrandar, neste final de outro dia.

 

E assim sem prova alguma, cada um no seu regresso,

Promete um próximo encontro, onde mais calmos estaríamos,

P’ra reatar a conversa, tendo talvez com sucesso

Esclarecer, mais uma vez, de onde é que todos viríamos.

 

Flores Santos Leite

 

 

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui