Uma sessão de balanço do projeto “Shoe FabLab”, promovido pelo Centro Tecnológico do Calçado de Portugal (CTCP), complementada com a inauguração de trabalhos realizados pelos respetivos formandos, realizou-se sábado passado, 28 de setembro, no Museu do Calçado.

Esta sessão, inserida na iniciativa “Sapatos que pensam” desenvolvida no museu, contou com a presença de Leandro Melo, diretor do CTCP, e de Rita Souto, responsável pela formação ministrada nesse organismo, que tem instalações em S. João da Madeira.

Para além da “apresentação, divulgação e partilha do saber-fazer tradicional, que está na base do desenvolvimento de S. João da Madeira e da indústria sanjoanense”, o Museu do Calçado assume também um papel “muito importante” de interligar “todo esse conhecimento com o que está a acontecer na vanguarda, quer dos processos produtivos, quer do design”, como referiu a diretora Joana Galhano.

É nesse contexto que o Museu do Calçado acolhe e mostra ao público a exposição dos trabalhos finais dos 50 participantes no “Shoe FabLab – Onde as ideias ganham forma”, projeto que “teve início em 2018 e já permitiu o desenvolvimento de vários cursos temáticos de calçado de alta gama”, com financiamento do programa Compete2020.

Nesta sessão, Leandro Melo destacou que “o calçado é cada vez mais um produto criativo” e considerou importante poder apresentar essa exposição num ambiente como do museu que é dedicado ao setor, um local de onde “se olha em volta e se vê criatividade e paixão”, que são, cada vez mais, conceitos associados à produção de sapatos, artigos em que o valor acrescentado do design é um fator incontornável na afirmação do que é made in Portugal, segundo nota de imprensa do Município, enviada pelo seu gabinete de comunicação, ao labor.

A exposição dos trabalhos finais do projeto “Shoe FabLab – Onde as ideias ganham forma” pode ser visitada até 3 de novembro no Museu do Calçado.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui