Créditos: Ana Paula

O arranque da nova época desportiva foi agridoce para a APROJ, que com três equipas em prova viu duas delas saírem derrotadas. Frente ao CD Fiães, as cadetes da APROJ apresentaram-se bastante coesas e solidárias em todos os momentos do jogo, acabando por vencer o adversário de forma convincente. Se o primeiro set foi o menos conseguido, com as atletas de S. João da Madeira a só conseguirem ultrapassar o adversário na reta final, o segundo e terceiro sets foram melhores tanto em termos técnicos com táticos.

Já a equipa de infantis não conseguiu o mesmo desfecho. Frente ao SC Espinho, a APROJ entrou destemida e com garra, vencendo o primeiro set, mas nos restantes o conjunto sanjoanense deixou-se levar pela emoção e algum nervosismo, bem como algum desgaste emocional, e acabou por averbar uma derrota.

As juniores, à semelhança das cadetes, também defrontaram o CD Fiães. Com uma entrada forte, a APROJ conseguiu impor o seu jogo, mas alguns erros criaram mossa na confiança das atletas da equipa sanjoanense que viu o adversário chegar aos 17-13 de forma confortável. Com um serviço forte e com uma defesa baixa, a APROJ conseguiu empatar o jogo (18-18), mas alguns erros de arbitragem permitiram ao Fiães terminar o primeiro set em vantagem (25-21).
No segundo set a APROJ recuperou com um parcial de 18-13, mas novas falhas levaram a que o Fiães empatasse aos 18-18, sendo que, após um tempo técnico, novos erros de receção permitiram ao adversário chegar aos 25-22.

O terceiro set foi o mais conseguido da APRO, que venceu por 25-18, mas no quarto, apesar da boa entradas das sanjoanenses, mais alguns erros da arbitragem acabariam por levar ao desnorte das atletas, que viram o Fiães vencer por 25-18.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here