Obra poderá arrancar no primeiro trimestre de 2020 

Parece que é desta que a pista de cross Alberto Batista, situada nas imediações da EB1/JI de Fundo de Vila, vai ser definitivamente intervencionada. Na reunião de câmara de terça-passada, pela primeira vez transmitida online, Paulo Cavaleiro, da coligação PSD/CDS-PP, pediu a Jorge Sequeira “o máximo de atenção” para esta questão que se arrasta “há mais de um ano” e que “começa a causar-nos algum mal-estar”.

Segundo o vereador da oposição, “imprevistos também acontecem”. No entanto, “as pessoas não entendem” o porquê daquele equipamento público, que nem sequer ainda foi inaugurado, já estar assim naquele estado que impossibilita a sua utilização plena.

“Não sentimos que tenhamos sido lentos”

Contrariamente a Paulo Cavaleiro, o líder da autarquia não entende que houve morosidade na resolução deste problema e disse-o em sede de executivo municipal: “Não sentimos que tenhamos sido lentos” nem que este “assunto” tenha sido “descurado”.

O que acontece é que “trabalhamos com os meios que temos”. “Foi feito um novo projeto internamente” e, na ótica do autarca, “os projetos não se fazem em horas, em dias nem em semanas”. Além do mais, o anterior concurso ficou “deserto”, havendo agora necessidade de lançar um novo, o que, conforme adiantou o “vice” José Nuno Vieira, ocorrerá “ainda esta semana”.

Jorge Sequeira, que por mais do que uma vez se deslocou ao local juntamente com o seu “número 2” e técnicos camarários, adiantou que com esta nova empreitada, no valor de cerca de 115 mil euros e duração de 90 dias, o Município pretende “assegurar” que as “patologias” detetadas após a conclusão dos primeiros trabalhos “fiquem resolvidas”. Trata-se de uma “intervenção significativa com conteúdo de melhoria paisagística daquele local”, acrescentou.

Em declarações aos órgãos de comunicação social presentes, já no final da sessão, José Nuno Vieira especificou o que ali vai ser feito, falando da “contenção dos taludes, colocação de drenagem superficial e plantação de espécies arbustivas”. Quanto ao arranque da obra, avançou que “poderá arrancar em fevereiro, março” do próximo ano.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui