“Falta muita coisa importante que precisa de ser feita”, disse a vereadora da oposição Fátima Roldão

 

Os vereadores da coligação PSD/CDS-PP votaram contra o Orçamento de 2020 depois de ver que nenhuma das suas propostas apresentadas ao executivo foi inscrita no documento.

“A falta de ambição é contraditória ao ADN dos sanjoanenses” e neste orçamento “falta muita coisa importante que precisa de ser feita”, disse a vereadora da oposição Fátima Roldão em conferência de imprensa dada pela coligação PSD/CDS-PP, esta terça-feira, num dos cafés da Praça Luís Ribeiro.

Na mesma linha de pensamento foi feita a intervenção do vereador Paulo Cavaleiro ao dizer que “falta muita coisa que podia estar no orçamento que é mais do mesmo”.

A coligação PSD/CDS-PP reforçou as propostas na educação avaliadas em um milhão de euros que foram apresentadas em 2018 pelo facto de achar pouco o que tem sido feito nesta área com uma novidade que é o projeto “School Bus” para transportar de forma segura os alunos de vários pontos da cidade até às respetivas escolas ao início do dia, hora de almoço e ao fim do dia para evitar os constrangimentos de trânsito junto aos estabelecimento escolares; sugeriu a criação de uma Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas em vez de medidas avulsas tais como consideram as que têm sido tomadas por parte do Município; propôs uma vez mais a instalação de leds em todo o território e a instalação do serviço de gestão centralizada; a elaboração de um estudo estratégico para o comércio local, a constituição de uma equipa para a gestão profissional do centro e do Mercado e a construção de três parques de estacionamento previstos no anterior projeto de reabilitação da Praça;  e a criação de um prémio municipal de inovação social para apoiar projetos que melhorem a qualidade de vida de pessoas desfavorecidas e promovam a sua inclusão na comunidade.

“O que encontrámos neste orçamento foi uma perfeita desilusão”, assumiu Susana Lamas, presidente do PSD, descrevendo esta câmara como “uma câmara lenta, reativa e com pouca ambição”. “A cidade e os sanjoanenses merecem mais”, frisou, considerando que quando estiveram no poder “fizemos mais do que o prometido” e “só não fizemos mais porque fomos bloqueados”. Por sua vez, Ricardo Mota, líder do CDS-PP, acrescentou que este é “um orçamento de gestão” que “não tem rumo nem objetivo definido”.

 

 

 

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui