Remendos e show off!

0
63

Li esta semana, que a Câmara Municipal já procedeu à pintura de 235 passadeiras na cidade. Até aqui nada de estranho, mas andamos desde a tomada de posse deste executivo a ouvir falar de um estudo sobre as ditas passadeiras e, tanto quanto sei nunca foi dado a conhecer os resultados desse mesmo estudo. No entanto, continua a insistir-se a fazer as mesmas coisas e, mesmo assim, esperando-se resultados diferentes do passado.

Pergunto então: Quantas destas passadeiras já foram pintadas, mais do que uma vez este ano? Conhecido o mau planeamento, que é já costume desta câmara PS e as obras que se sobrepuseram, como: pavimentação de ruas que estavam em bom estado e que depois ficaram a necessitar de novas passadeiras, e o quanto elas demoram!

Anunciaram no início deste ano que se iriam instalar passadeiras inteligentes em S. João da Madeira, ora muito bem, o tempo passa e a inteligência das pessoas começa a perceber que das quatro passadeiras inteligentes previstas ainda não se iniciaram obras em nenhuma, mas adivinho que a culpa será de alguém que não da câmara. Serão necessários mais estudos?

Têm sido muitos os atropelamentos em S. João da Madeira e, quando toca à vida das pessoas, nunca podemos ficar indiferentes e demorar dois anos a “pensar” sobre um assunto que é urgente e crónico em S. João da Madeira. É demasiado e os Sanjoanenses merecem mais.

Aplaudo os passeios com piso táctil para os invisuais, mas há muito mais a fazer nesta área da mobilidade. Esta câmara tem como tendência fazer remendos estéticos sempre muito focados nas ruas que circundam o centro da nossa cidade, onde tem mais impacto mediático e não tem um plano macro que torne toda a cidade inclusiva para as pessoas com mobilidade reduzida. Essas pessoas encontram todos os dias em S. João da Madeira passeios que, apesar de estarem rebaixados, têm árvores no meio dos mesmos, o que impossibilita a passagem de cadeiras de rodas. Dou como exemplo a passadeira entre o Hotel e a Escola Oliveira Júnior, na rua dos Sapateiros, cujos passeios têm árvores no meio, o que as obriga a circular pela estrada.

Em S. João da Madeira, são muitas as ruas que necessitam, urgentemente, de atenção por parte da Câmara Municipal. Saliento Casaldelo, junto à capela onde já é pouco o alcatrão, ou mesmo na Rua D. Afonso Henriques onde, por exemplo, existem passadeiras que têm início no meio da estrada.

Vamos a meio do mandato deste executivo PS e percebemos que não existe um objetivo para a cidade e que não existe um plano de futuro que não seja, meramente, estético e de show off.

Eu quero muito mais para a minha Cidade!

Ricardo Mota

Presidente da Comissão Politica Concelhia do CDS-PP de São João da Madeira

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui