O último fim de semana foi negativo para a APROJ no que diz respeito a resultados desportivos, com o clube as ceder nos quatro escalões que teve em competição.

A tarefa não se adivinhava fácil para a equipa de cadetes, que tinha pela frente a campeã nacional, mas as atletas de S. João da Madeira estiveram melhor do que na última partida em Gondomar, dando muita luta à equipa de S. Mamede. Com melhores recursos, quer ao nível técnico quer tático, as visitantes tiveram, mesmo assim, de suar bastante para levar os três pontos de S. João da Madeira. A equipa comandada por Cláudio Laranjeira mostrou-se muito confiante nas ações ofensivas e logrou muitos pontos devido também a sua eficácia defensiva baixa. Contudo, não foi suficiente para levar de vencida esta fortíssima equipa de Infesta.

Já as infantis, perante um adversário do mesmo calibre, tinham um jogo que se esperava fácil, mas não tiveram argumentos suficientes para alcançar a vitória. Assim, e perante tantos facilitismos por parte da equipa liderada por Miguel Veloso, foi o adversário quem mais aproveitou, somando ponto atrás de ponto, levando a vitória por 3-0 (25-18; 25-12; 25-10).

Também as juniores da APROJ cederam em casa frente ao CD Póvoa. A equipa, comandada por Paulo Rocha, não conseguiu, durante todo o encontro, afirmar o seu jogo, resultado de uma fraca receção, distribuição inconstante e demasiados erros no ataque. As visitantes souberam aproveitar as falhas das aprojianas vencendo do jogo por 0-3 (9-25 10-25 10-25).

O mesmo desfecho verificou-se no escalão de juvenis, com a deslocação da APROJ ao reduto do Castêlo da Maia GC, campeã nacional de cadetes do último ano. As visitantes ainda deram luta no primeiro set, entrando muito fortes na organização defensiva, mas nos dois sets seguintes cometeram muitos erros de receção, o que não permitiu criar boas situações de side-out.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here