Gondomar SC, 3 – AD sanjoanense, 0

Jogo no Estádio São Miguel, em Gondomar.

Arbitro: Paulo Ferraz (AF Leiria).

Gondomar SC: Ricardo Neves, Huguinho (Miccoli, 43’), Rui Filipe, Zé Pedro, Mica (Caleb, 84’), Cai (Edelino Ié, 66’), Yao, Fabinho, Digas, Ângelo e Fausto.

Suplentes: Zé Pedro, Alberto Gomes, Meneses, Dinis Lopes, Miccoli, Edelino Ié, Caleb.

Treinador: Pedro Pinto.

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Gil Barros, Rúben, Godinho, Daniel, George (Barbosa, 52’), Ricardo (Amorim, 52’), Elisson, Bilu (Edson, 59’), Belkheir e Elder Santana.

Suplentes: Rui Mota, Ibraim, Almeida, João Oliveira, Barbosa, Amorim, Edson.

Treinador: Sérgio Machado.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Elder Santana (12’), Huguinho (14’), Ângelo (28’), Zé Pedro (34’), Fabinho (57’), Miccoli (83’). Cartão vermelho para Belkheir (70’).

Marcha do marcador: 1-0 por Zé Pedro (7’ gp), 2-0 por Ângelo (26’), 3-0 por Fausto (47’ gp).

Ao intervalo: 2-0.

A Sanjoanense regressou de Gondomar sem qualquer ponto num jogo em que duas grandes penalidades acabaram por ser decisivas para a terceira derrota dos alvinegros no Campeonato de Portugal.

Frente a um adversário inserido nos lugares de despromoção, esperava-se que este seria um encontro acessível para os homens de Sérgio Machado, mas um golo dos locais, logo aos sete minutos, na sequência de uma grande penalidade, que deixa algumas dúvidas, convertida por Zé Pedro, abria caminho para o que seria uma tarde de felicidade para o Gondomar e deixava os visitantes condicionados.

A Sanjoanense tentou reagir e à passagem do primeiro quarto de hora beneficiou de um livre à entrada da área, mas o remate saiu muito por cima da trave da baliza à guarda de Ricardo Neves. Seria, no entanto, a equipa da casa a chegar novamente ao golo, resultado de uma desatenção defensiva alvinegra, quando aos 26 minutos, num ataque do Gondomar, Cai cruza para o interior da área onde surge Ângelo que desvia de cabeça para o fundo das redes.

Os dois golos de desvantagem não abalaram a confiança dos homens de S. João da Madeira que procuraram responder, mas só nos últimos minutos da primeira parte criaram algum perigo com um remate de Ricardo a ser desviado pelo poste da baliza local.

Se o jogo já não estava fácil para a Sanjoanense, com o início da etapa complementar ficou ainda mais difícil para os visitantes, que aos 47 minutos viram a diferença no marcador aumentar, resultado de mais uma grande penalidade apontada por Fausto.

Difícil não é impossível e os alvinegros não baixaram os braços, contudo, apesar da insistência, o resultado não sofreu mais alterações até ao final e com este desaire a Sanjoanense perdeu a segunda posição e ocupa agora o terceiro lugar da Série B.

O próximo fim de semana é de Taça de Portugal com a Sanjoanense a deslocar-se ao recinto do Paços de Ferreira.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui