SANJOANENSE, 0

AROUCA, 0

Jogo no Estádio Conde Dias Garcia, em S. João da Madeira.
Árbitro – Joel Vale (AF Braga).

Sanjoanense – Diogo Almeida; Daniel Pinto, Ruben Pereira, Godinho e Gil Barros; Diogo Barbosa, Ricardo Mondlaine, Edson (Elisson, 84′) e Marcílio (Juninho, 71′); Elder Santana e George (Ibra, 84′).
Suplentes não utilizados: Rui Mota, Almeida, Bruno Amorim e Jota.
Treinador: Sérgio Machado

 

FC Arouca – Vitor Braga; Thales, João Basso, Diogo Costa e Assane; Marco Soares, Moses, Ibrahim (Sheriff. 90′), Miguel Abreu (Fábio Fortes, 62′), Elísio e Valdu Tê.
Suplentes não utilizados: Moussa, Diogo Nunes, André Salvador, Miguel Vasconcelos e Kevin.
Treinador: Henrique Nunes

 

Ação disciplinar: Cartão Amarelo a Daniel Pinto (27′), Godinho (29) e João Basso (74′).

 

Pela primeira vez esta época, a Sanjoanense perdeu pontos em casa, ao empatar com o Arouca, num clássico regional. Este resultado vem cumprir a tradição: em nove encontros disputados entre as duas equipas em competições nacionais, nunca a formação de S. João da Madeira conseguiu vencer, tendo registado dois empates e sete derrotas.

Registe-se que foi um encontro com escassas oportunidades de golo, embora a primeira tenha ocorrido logo aos dois minutos, quando o “arouquense” Moses rematou forte à barra da baliza de Diogo Almeida.

Adiante-se que a segunda oportunidade, desta feita para a Sanjoanense, aconteceu em cima do minuto final da partida, quando Elisson, que tinha entrado depois dos 80 minutos, quase marcava para a equipa da casa. Mas o defesa João Basso foi lesto a conjurar o perigo.

Note-se que a primeira parte foi marcada por um jogo pouco dinâmico, que o relvado pesado não favoreceu, com os locais a denotarem alguma contenção e os de Arouca, embora com alguma iniciativa, a não se conseguirem superiorizar. O nulo ao intervalo ajustava-se ao desenrolar do duelo.

Da segunda parte, assinale-se o golo anulado ao FC Arouca, aos 68 minutos, quando Fortes cabeceou na área e João Basso encostou para as redes. Mas o lance estava ferido de fora-de-jogo.

Com o passar do tempo, a Sanjoanense tentava fazer pela vida, mas os arouquenses também davam mostras de que queriam os três pontos. O seu forcing final incluiu a entrada de Sheriff aos 90 minutos.

Mesmo a terminar o tempo de compensação,Elísio ainda deu esperanças aos amarelos e azuis, com um remate, que, porém, rasou o poste da baliza de S. João da Madeira. O zero-zero revelava-se inevitável.

Com este resultado, a Sanjoanense está em 4º lugar, com 23 pontos, a quatro pontos do líder Lourosa e a três pontos do Arouca, que, com 26, ocupa o segundo lugar desta série B.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui