Sanjotec recebeu workshop sobre os desafios da economia circular

0
10

A aposta estratégica do Município de S. João da Madeira em medidas de promoção ambiental constituiu um dos painéis temáticos de um recente workshop realizado nas instalações da Sanjotec. A sessão abordou a importância desse conceito estratégico que tem por base a redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e de energia, avança nota de imprensa recebida pelo labor. 

Para falar sobre a mudança de paradigma que a autarquia sanjoanense está a levar a cabo na área da gestão de resíduos, esteve presente o seu vice-presidente, José Nuno Vieira, também responsável pelo setor do Ambiente na edilidade.

A câmara está a desenvolver, nomeadamente, um novo sistema de recolha de resíduos porta-a-porta, lançado no último verão e que visa aumentar a percentagem de resíduos que é enviada para reciclagem, fazendo de S. João da Madeira uma cidade mais verde.

Tarifário utilizador-pagador será implementado no próximo ano 

Este programa municipal, que conta com financiamento da União Europeia, chegará a cerca de 1.600 moradias unifamiliares, onde a autarquia está a entregar conjuntos de quatro contentores domésticos.

Um passo seguinte será o de colocar em prática, em 2020, um tarifário utilizador-pagador, em que a fatura de resíduos sólidos dos munícipes refletirá apenas o lixo que é efetivamente produzindo, deixando esse valor de estar indexado ao consumo da água.

Tendo igualmente em vista a redução da produção de resíduos, o executivo municipal tomou medidas para evitar o uso de plástico de utilização única em organizações com o envolvimento direto da autarquia. E, no início do presente ano escolar, o Município ofereceu garrafas reutilizáveis a cada um dos cerca de 7000 estudantes das escolas públicas e privadas do concelho.

O lançamento de um inovador projeto-piloto para recolha de lancetas usadas na administração de insulina e controlo da diabetes, assim como noutros tratamentos, constituiu outra das ações colocadas, este ano, no terreno pela autarquia na área dos resíduos.

Estes assuntos estiveram em destaque na intervenção do “vice”, perante os participantes que enchiam a plateia deste workshop inserido no projeto MAISTec, desenvolvido por um consórcio que reúne a Sanjotec, o Instituto Superior de Qualidade, a Universidade de Aveiro e a TecMinho.

A apresentação dos resultados do Estudo de Benchmarking realizado no âmbito desse projeto constituiu outro dos momentos programa do workshop, que se completou com o painel temático “A Economia Circular e o potencial de Inovação” e um período de perguntas e respostas.

O objetivo do MAISTec, que conta com financiamento comunitário através do programa Portugal2020, é “aumentar o nível de competitividade da Região Norte e a criação de valor”, de acordo com a informação disponibilizada no site do projeto (www.maistec.pt).

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui