AD Sanjoanense, 3 – SC Vila Real, 0

Jogo no Estádio Conde Dias Garcia.

Árbitro: Sérgio Soares, auxiliado por Jorge Aguiar e Tiago Cabral (AF Porto).

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Daniel, Almeida, Godinho, Gil Barros, Juninho (Marcílo, 88’), Barbosa, Ricardo, Bilu (Ibra, 77’), Elisson (82’), Edson.

Suplentes: Rui Mota, George, Bruno Amorim, Jota, Ibra, Carlos Resende, Marcílio.

Treinador: Sérgio Machado.

SC Vila Real: Pedro Carvalho, Carreira (Prince, 59’), Edu, Mika, Cauê, João Vítor, Tandjigora, Zé Lopes (Francisco, 87’), Zé Pedro, Paixão, Aliu (Rui Sampaio, 45’).

Suplentes: Nuno, Duarte, Rui Sampaio, Prince, Douglas, Francisco, Barros.

Treinador: Cláudio.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Aliu (24’), Godinho (40’), Zé Pedro (82’).

Marcha do marcador: 1-0 por Edson (16’), 2-0 por Edson (54’), 3-0 por George (85’).

Ao intervalo: 1-0.

Foi com uma vitória folgada, frente à formação de Vila Real, com Edson a bisar na partida, que a Sanjoanense encerrou o ano de 2019, regressando aos triunfos depois do nulo registado na jornada anterior com a deslocação a Leça.

No penúltimo lugar da tabela classificativa, a formação visitante chegava a S. João da Madeira vinda de um triunfo diante do Pedras Rubras, mas uma série de nove derrotas consecutivas refletiam as fragilidades do conjunto de Vila Real diante de um adversário com ambições a um dos lugares do Play-off de promoção. Não foi, por isso, de estranhar o domínio dos alvinegros, que após ameaçarem as redes de Pedro Carvalho logo no minuto inicial, abriram o ativo pouco depois do primeiro quarto de hora, quando num cruzamento largo em jeito de remate para a boca da baliza o guardião visitante afasta o perigo com os punhos, mas a bola sobra para Edson que, no interior da área, faz o primeiro da Sanjoanense.

O domínio foi pertencendo aos homens da casa, mas até ao intervalo o marcador não voltaria a sofrer alterações, ainda que os locais tivessem estado novamente perto do golo na sequência de um livre junto à linha lateral que testou a atenção de Pedro Carvalho.

Na etapa complementar a formação de Vila Real trouxe algum equilíbrio ao jogo, mas o domínio continuou a pertencer aos homens de Sérgio Machado, que entraram a pressionar e logo aos quatro minutos Elisson podia ter feito melhor quando, numa investida pelo centro do terreno, deixa o defesa para trás e já dentro da grande área atira ao lado.

Seria, no entanto, uma questão de tempo e não demorou muito até o marcador entrar novamente em funcionamento, com Edson a bisar na partida na sequência uma grande penalidade, após o mesmo ter sido travado em falta em cima da linha lateral da grande área.

A vantagem deu mais tranquilidade à Sanjoanense perante um adversário que, sem conseguir reagir, acabaria por ver alguma passividade aproveitada pelos homens da casa para, aos 85 minutos, fecharem a contagem. Num lance de insistência, Juninho serve o recém-entrado George que, depois de deixar um adversário para trás, rompe pela grande área e remata fora do alcance de Pedro Carvalho.

O campeonato sofre agora uma paragem regressando a 5 de janeiro com a Sanjoanense a deslocar-se ao recinto do Castro Daire.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui