Dínamo Sanjoanense, 4 – CR Leões Porto Salvo, 7

Jogo no Pavilhão das Travessas.

Árbitros: Carlos Dias e Alexandre Costa.

Dínamo Sanjoanense: Babas, Chico Leitão, Xavier Moreira, Nando Costa, João Carvalho, Nuno Couto, Diogo Costinha, Válter Batista, Pedro Gomes, Emídio Baptista, Tiago Silva, Pedro Sousa.

Treinador: Luís Almeida.

CR Leões Porto Salvo: Bruno Marques, Diogo Santos, Danny, Gonçalo Rodrigues, Ré, Bebé, Dura, Bruno Pinto, Daniel Machado, Wesley Reinaldo, Rúben Santos, Papa Unjanque, André Galvão.

Treinador: Rodrigo Almeida.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Válter Batista (6’), Pedro Sousa (21’), Rúben Santos (23’), Babas (25’), Chico Leitão (32’), João Carvalho (42’).

Marcha do marcador: 1-0 por João Carvalho (1’), 1-1 por Bruno Pinto (7’), 2-1 por Pedro Sousa (11’), 2-2 por Danny (14’), 3-2 por João Carvalho (14’), 3-3 por Rúben Santos (19’), 4-3 por Válter Batista (26’), 4-4 por Dura (36’), 4-5 por Ré (45’), 4-6 por Dura (47’), 4-7 por Ré (49’).

Ao intervalo: 3-3.

O Dínamo Sanjoanense ficou pelo caminho na Taça de Portugal, ao perder, em casa, no último fim de semana, frente aos Leões de Porto Salvo. Mas o conjunto de S. João da Madeira, que só cedeu no prolongamento, sai da prova de cabeça erguida, tendo obrigado a formação da Liga Placard a lutar sempre pela igualdade ao longo dos 40 minutos regulamentares.

O jogo não se previa fácil para o Dínamo, que recebia uma formação do principal campeonato nacional, mas os homens de Luís Almeida não se intimidaram e desde logo demonstraram que a vitória era o único objetivo e com apenas um minuto de jogo contrariavam o favoritismo dos visitantes com João Carvalho a inaugurar o marcador.

A equipa que viajou de Oeiras procurou reagir e aos sete minutos restabelecia a igualdade, que Pedro Sousa voltaria a desfazer pouco depois, colocando novamente o Dínamo no comando no marcador (2-1).

Com o jogo dividido, perto do quarto de hora os Leões de Porto Salvo chegavam novamente ao empate, mas no mesmo instante viram os locais assumirem outra vez a vantagem por intermédio de João Carvalho. No último minuto da primeira parte Rúben Santos colocava o marcador nos 3-3, resultado que ao intervalo se ajustava ao trabalho de ambas as equipas.

Na segunda parte a formação visitante procurou tomar conta da partida, mas foi o Dínamo, com uma boa organização defensiva, que regressou ao comando do marcador, obrigando os visitantes a aumentar o ritmo de jogo, conseguindo, mais uma vez, chegar à igualdade (4-4), que se manteria inalterado durante os últimos quatro minutos do tempo regulamentar, empurrando as decisões para prolongamento.

Na etapa extra o Dínamo acusou algum desgaste físico, com os Leões de Porto Salvo a tomarem conta do jogo, apontando três golos, sem resposta, que ditaram o afastamento do conjunto de S. João da Madeira.

Com o afastamento da Taça de Portugal, os homens de Luís Almeida centram agora as atenções no campeonato, que está de regresso no próximo dia 4 de janeiro com o Dínamo Sanjoanense a receber o Saavedra Guedes.

Resultados da formação
Juvenis
D. Sanjoanense, 2 – Novasemente, 6
Iniciados
D. Sanjoanense, 2 – Maceda, 2
Iniciados B
D. Sanjoanense, 3 – Futsal Azeméis, 5
Benjamins
D. Sanjoanense, 1 – ACR Vale Cambra, 0
Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui