Deolinda Nunes reconheceu o “excelente trabalho do Encontro Internacional de Ilustração” (EII). Para a líder da bancada da coligação PSD/CDS-PP, esta iniciativa do ex-executivo PSD “continua a brilhar e a ser a grande bandeira” da junta de freguesia (JF), mas neste momento “carece de modernização, de ter uma nova vida”.

Helena Couto não tardou em vir “em defesa da sua dama” – leia-se do EII organizado pela sua equipa – começando por deixar claro que o evento “tem grandes alterações, feitas por nós”. “Uma delas é a democratização do próprio encontro”, afirmou, acrescentando que, contrariamente ao que aconteceu em outros mandatos, “o concurso [agora] é aberto a qualquer pessoa, de qualquer nacionalidade e idade”.

A presidente da junta sublinhou também “a envolvência das empresas e dos empresários da terra nos grandes prémios e a sua ligação com os ilustradores”. Falou ainda da iniciativa Sapato Ilustrado, através da qual se mostrou que a ilustração pode ser aplicada em sapatos, e no Concerto Ilustrado, “que nunca houve antes”.

Helena Couto concordou quanto ao facto de terem “de inovar sempre, de trazer coisas novas”, mas também é de opinião que trouxeram “muito valor acrescentado ao Encontro Internacional de Ilustração”. Ainda a propósito, reconheceu que “a envolvência de todos os sanjoanenses ainda não está no ponto”, mas isto é algo que será trabalhado nas futuras edições, conforme garantiu.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here