Plano Nacional de Investimentos contempla “Vouguinha”, mas “até ao momento não se sabe concretamente prazos”

 

Os deputados Moisés Ferreira e Isabel Pires, acompanhados de uma comitiva do Bloco de Esquerda, levaram a cabo várias iniciativas, no dia 27 de dezembro, na Linha do Vale do Vouga.

Para além de serem da opinião de que a proposta dos socialistas para este troço ferroviário é insuficiente, os bloquistas acreditam que podem não vir a fazê-la a tempo.

“Queremos continuar a insistir na requalificação integral da Linha do Vale do Vouga”, começou por dizer Moisés Ferreira. “Temos visto que tanto o Plano de Ferrovia 2020 como o Plano Nacional de Investimentos têm estado muito atrasados e teme-se que o próprio Governo do PS, apesar de ter vindo aqui em campanha eleitoral propor a requalificação da Linha do Vouga, não o faça a tempo”. “Já sabíamos que a proposta era insuficiente porque só previa requalificação de uma parte do troço que era de Oliveira de Azeméis a Espinho e depois com ligação à linha do Norte. Agora ficamos com esta ideia clara de que, para além de insuficiente, não ser a tempo”, continuou o deputado bloquista.

“Nós sabemos que para a ligação Espinho com o Norte o Plano de Ferrovia tem sofrido atrasos” e “já tivemos oportunidade de ouvir o presidente da Infraestruturas de Portugal que assumiu que o plano apresentado em 2016 foi claramente otimista em relação ao prazo de conclusão de Economia e com a área da Ferrovia, relembrando que na altura foi dito que “até final de 2018 os concursos estariam todos terminados e estamos em fim de 2019 e grande parte dos concursos não está terminado”. O mesmo irá acontecer em relação às “obras do Ferrovia 2020” que para “estarem terminadas até 2023 será também difícil”.

Já o Plano Nacional de Investimentos 2030 tem “outros investimentos além do Ferrovia 2020 onde a Linha do Vouga pode estar incluída, mas até ao momento não se sabe concretamente prazos”, salientou Isabel Pires. “A rede tem de ser pensada como uma rede e os investimentos têm de ser feitos” uma vez que “a ferrovia é um pilar base nessa alteração de paradigma”, concluiu a deputada bloquista à comunicação social.

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here