E também na Mesa da assembleia-geral

 

A Associação de Jovens Ecos Urbanos (AJEU) acaba de reforçar a sua presença nos órgãos sociais da FAJDA – Federação das Associações Juvenis do Distrito de Aveiro. No passado dia 27 de dezembro, a sua presidente Rita Pereirafoi eleita vice-presidente da direção da FAJDA, enquanto a “vice” Ana Margarida Oliveira foi a escolhida para secretária da Mesa da assembleia-geral, para o mandato 2019-2023.

Esta representação da associação de S. João da Madeira “nos órgãos sociais de uma das federações juvenis mais antigas do país espelha o importante papel que a Ecos Urbanos desempenha em prol dos jovens e da juventude na nossa região”, disse Rita Pereira ao labor, acrescentando que “os convites foram dirigidos individualmente, ainda que só sejam possíveis porque somos os rostos da Ecos Urbanos, e são, sem qualquer dúvida, o reconhecimento da nossa entrega à associação e ao associativismo, como aliás destacou o reeleito presidente da FAJDA, Rafael Vaz”.

Recorde-se que a Associação de Jovens Ecos Urbanos já estava representada na FADJA, mais concretamente no conselho fiscal, através da sua tesoureira, Mariana Azevedo. “Na altura, o convite foi dirigido à associação e, internamente, foi indicado o nome da Mariana, pela disponibilidade apresentada e, sobretudo pelas funções. A Mariana desta vez já não mantinha essa disponibilidade, ainda que o convite lhe tenha sido dirigido individualmente”, esclareceu Rita Pereira.

Ecos Urbanos promete dar “‘eco’ aos jovens e às restantes associações juvenis do distrito de Aveiro”

Para a líder diretiva da AJEU e agora também “vice” da FADJA, “esta eleição destaca o importante papel que a Ecos Urbanos desempenha em prol dos jovens”. “Julgo que não é falsa modéstia se afirmar que somos uma associação fulcral nas atividades direcionadas para a juventude em S. João da Madeira e esta eleição é a oportunidade de fazermos mais pelos jovens do nosso distrito. É uma grande honra, individualmente, mas sobretudo para a nossa associação darmos ‘eco’ aos jovens e às restantes associações juvenis do distrito de Aveiro”, referiu Rita Pereira, fazendo questão de dar nota ainda que a FADJA, “com sede em Arouca, é responsável por representar, junto do Estado e de organismos privados, mais de 100 associações juvenis ou de caráter juvenil do distrito de Aveiro. É reconhecidamente uma das federações mais dinâmicas do país e uma das mais antigas”.

Rafael Vaz conta com “os melhores” na sua equipa

 Natural de Ílhavo e líder diretivo do Grupo de Jovens “A Tulha”, Rafael Vaz foi reeleito presidente da FAJDA – Federação das Associações Juvenis do Distrito de Aveiro para o mandato 2019-2023. Conta com Rita Pereira, da Associação de Jovens Ecos Urbanos, e Miguel Pinto, do GDC.M, nas vice-presidências da FADJA. Além disso, na presidência da assembleia-geral está José Carlos Coelho e no conselho fiscal Nuno Ribeiro.

Rafael Vaz salienta, em nota de imprensa remetida ao labor, que esta é “uma equipa marcada pela renovação e pela mudança. É uma equipa jovem, mas com provas dadas no trabalho que desenvolve nas suas associações. Quisemos os melhores na nossa equipa, conseguimos e serão eles que irão marcar o futuro da federação”.

Realça também que “este mandato ficará marcado pela criação do ‘Roteiro do Poder Local’, no âmbito do qual pretende visitar todas as câmaras do distrito, conhecer a implementação das suas políticas públicas de juventude e sensibilizar os autarcas para as mais-valias de se incentivar o associativismo juvenil nos seus concelhos”. Além disso, pretende levar o movimento ao Parlamento Europeu, porque defende que o futuro do associativismo juvenil passa pela Europa, e ainda um périplo pelos principais organismos de juventude no país, Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, IPDJ- Instituto Português do Desporto e Juventude, Agência Erasmus + e MoviJovem.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here