Pulseira eletrónica por violência doméstica

0
16
DR

Um homem de 47 anos foi detido no dia 3 de janeiro pelo crime de violência doméstica em Santa Maria da Feira.

Na sequência de uma denúncia por este crime, “os militares deslocaram-se à casa do arguido para fazer cessar as agressões e ameaças de morte contra a sua companheira, de 47 anos, e a filha menor, de 13”, mas “o arguido tentou estrangular a sua companheira e ameaçou de morte a sua filha exercendo violência física e psicológica”, informou o Centro Territorial de Aveiro da Guarda Nacional Republicana em comunicado enviado ao labor.

De acordo com a mesma fonte, “o detido já tinha sido alvo de investigação por violência doméstica, sendo que em outubro de 2019 foi decretada a suspensão provisória do processo ao arguido por 18 meses, mediante o cumprimento de injunções e regras de conduta, nomeadamente, não ofender a vítima física e psicologicamente bem como a obrigação de se submeter a tratamento ao alcoolismo e não consumir bebidas alcoólicas”.

O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Santa Maria da Feira no dia 4 de janeiro, tendo ficado “sujeito às medidas de coação de proibição de contactos e de aproximação das vítimas e com a obrigação de não permanecer na residência de habitação das vítimas, proibição de contactar por qualquer meio, incluindo pessoal, por telefone, telemóvel ou redes sociais com as vítimas, obrigação de sujeição a tratamento médico de desintoxicação alcoólica e substâncias aditivas e acompanhamento psicológico/ psiquiátrico, a implementar e acompanhar pela Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, medidas controladas por pulseira eletrónica”, segundo informação disponibilizada pelos militares.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui