Um orçamento da Junta de Freguesia demasiado pequeno para a ambição de S. João da Madeira!

0
420

Foi apresentado e votado antes do Natal, o orçamento da Junta de Freguesia para 2020, que foi aprovado com os votos contra do CDS-PP e do PSD, e com a abstenção da CDU.

É um orçamento que nada acrescenta à nossa Cidade e que atropela decisões da Câmara Municipal, nomeadamente, com as obras (há muito necessárias) no parque infantil do Parque de Nossa Sra. dos Milagres. Por iniciativa do PSD e do CDS-PP foi proposto que a Câmara realizasse um estudo, tendo em vista a requalificação do dito Parque, proposta essa que foi aprovada, unanimemente. No entanto, sem se perceber o porquê da Junta de Freguesia que tanto clamava por mais competências, deixar de as pedir. Esta é daquelas “coisas” que parecem ser mais uma trapalhada, pois nem a Câmara, nem a Junta de Freguesia sabem quais as suas competências, no que diz respeito à gestão do Parque.  Então pergunto:  faz sentido gastar dinheiro numa obra antes do estudo estar feito?

A resposta para mim é óbvia: a Câmara Municipal é, como habitualmente, muito lenta a estudar os problemas e a Junta de Freguesia resolve já, e lá diz o ditado que “enquanto o pau vai e volta, folgam-se as costas”.

Esta Junta de Freguesia tem uma situação única que poderia servir de modelo para todo o País, uma vez que somos um dos poucos concelhos que tem apenas uma freguesia, que é coincidente com o território do próprio concelho. No entanto, pouco se inova e quando se o faz é pela voz da população civil, pelos seus fregueses que fazem propostas no Orçamento Participativo e destaco aqui o “Frigorifico Comunitário e Social” que está no Centro Coordenador de Transportes e que a Junta “vende” como sendo sua bandeira.

Quem ouvia a Sra. Presidente da Junta, nas reuniões de Câmara e Assembleias Municipais, ficava com a ideia de que tudo estava mal, porque a câmara não delegava competências e não ajudava. Todavia, passado que está mais de meio mandato, ainda está tudo igual, sendo que a diferença é que a Sra. Presidente agora não fala. Está tudo bem, será!?!

É um orçamento que integra muito pouco os Sanjoanenses com as atividades da Freguesia, com atividades repetitivas e que devem ser repensadas, na medida em que podem ser melhoradas. É um orçamento que poderia ser mais virado para a nossa população sénior, que não tem quase expressão em atividades familiares que promovam a partilha de experiências inter-geracionais. Quase que se pode usar a expressão “mais do mesmo”!

O CDS-PP votou contra não pelo que está no orçamento, mas sim pela coerência. Já no ano passado alertámos para a falta de ambição do orçamento. E, neste orçamento para 2020 nada melhorou, sendo que nem as propostas da oposição foram aceites.

Todas as propostas que foram entregues eram meritórias e podiam ser uma mais-valia para S. João da Madeira. Tiravam este orçamento da banalidade de uma Junta de Freguesia que parece não perceber até onde pode ir a sua função e a sua importância.

Eu quero mais para a minha cidade!

Ricardo Mota

Presidente da Comissão Política Concelhia do CDS-PP de S. João da Madeira

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui