Uma mentira dita muitas vezes não passa a verdade

0
134

A concelhia de S. João da Madeira do CDS-PP entendeu que escrever crónicas semanais a dizer mal do Partido Socialista e da ação da Câmara Municipal é a sua bóia de salvação, talvez para que nas próximas eleições autárquicas possam voltar a sonhar com a colocação de um militante lá para o fim de uma lista de coligação com o PSD, agudizando uma morte há muito anunciada.

O que não percebeu este partido, que está em vias de extinção, é que com isso só está a dizer irresponsavelmente mal da nossa cidade, prestando-se a um triste papel assente em mentiras e em faltas de memória gritantes. Mas o povo não esquece o que andaram a fazer e o que deixaram por fazer em mandatos anteriores e uma mentira dita muitas vezes, por mais que queiram e insistam, não passa a ser verdade!

Em crónicas publicadas no labor nas últimas semanas tiveram o desplante de pedir mais valências para o nosso Hospital, quando ninguém se esquece que o Governo da Troika, que o CDS-PP integrou, o quis entregar à gestão da Santa Casa da Misericórdia, com o patrocínio do PSD local. E foi o Governo do PS que fez regressar o Serviço de Urgência Básica ao nosso hospital, revertendo o processo de privatização que estava em curso e que foi assinado pelo PSD/CDS-PP meses antes das legislativas de 2015.

Falam da retirada do amianto das escolas primárias sanjoanenses, quando nunca se preocuparam com isso e foi o PS que teve de iniciar esse trabalho que vai bem adiantado. Dizem que querem a requalificação de vários equipamentos desportivos da cidade, como o Pavilhão das Travessas, que dotaram ao abandono durante uma década jugando que os sanjoanenses se esquecem dos responsáveis pela área do desporto nesses anos. Agora, em menos de meio mandato autárquico o PS já iniciou estudos para requalificar a cobertura desse Pavilhão e já substituiu a cobertura do Pavilhão Paulo Pinto. Querem mesmo falar de ritmo e de quem não consegue acompanhar quem?

Num outro artigo acusam a autarquia de ser pouco amiga das famílias, apontando o dedo ao PS e omitindo o legado que deixaram. Porque se criticam o estado atual, então imagine-se o que diriam se fossem oposição a eles próprios, antes de o PS ter implementado medidas como as vacinas gratuitas para os recém-nascidos sanjoanenses, o reforço do número de bolsas para alunos sanjoanenses no Ensino Superior e a requalificação das habitações nos bairros municipais.

Ainda noutro artigo falam de ruas alagadas por deficiente escoamento das águas pluviais, quando foram eles mesmos que dotaram o sistema de drenagem e tratamento de águas residuais ao completo abandono, levando até ao aluimento de muitas vias na cidade. E tudo isto porque não aplicaram a receita das taxas de águas e resíduos para requalificar o nosso subsolo, tendo aproveitado essas verbas para financiar outras atividades que bem entenderam. Pois bem, o PS colocou um ponto final nisso e resolveu de vez a situação, porque é assim que se trabalha de forma séria.

Mas estes senhores até da pista de gelo natural instalada no centro da Praça, que foi um sucesso a todos os níveis trazendo muita gente ao centro da cidade, conseguiram dizer mal! Fica patente para todos aquilo que pretendem: dizer mal de tudo e do PS, alegando que querem mais para a cidade, quando na verdade só querem mais para eles próprios.

Daniel Pardal Oliveira

Presidente da Juventude Socialista de S. João da Madeira

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui