Em segundo e terceiro lugares ficaram a Óptica Charme e a Vitória Boutique

 

Depois das 25 montras terem sido avaliadas pelo júri, a Associação Comercial de S. João da Madeira divulgou esta terça-feira, dia 14 de janeiro, as vencedoras do Concurso de Montras de Natal 2019.

Em primeiro lugar ficou a montra da Chikiliz, em segundo a da Óptica Charme e em terceiro a montra da Vitória Boutique.

A quarta edição deste concurso fica marcada não só pela participação dos comerciantes e pela promoção do comércio tradicional, mas também pela novidade que é a oportunidade de os vencedores poderem atribuir o valor dos prémios – 200 (o primeiro), 100 (o segundo) e 50 euros (o terceiro) – a uma causa solidária.

O concurso de 2019 contou a participação de 25 comerciantes. A saber Maria Laurinda Sousa, Le Petit Pompom, Veríssimos UOMO, Newpharma, Ergovisão, Óptica Charme, Óptica Morais, El Space Lingerie, Sapataria Paulita, Rubra, Azimute Cabeleireiro, Armazém 83, Vitória Boutique, Adão Oculista, Dot Telecom, Óptica Quinta, Chikiliz, Farmácia da Praça, Detalhes, Farmácia Laranjeira, Sttattus, Criju, Belo Lar, Orquídea Florista e Sandrita.

A primeira edição contou com a participação de 37 comerciantes em 2016, a segunda com 60 em 2017 e a terceira com 45 comerciantes em 2018.

Prémios vão reverter para causas solidárias

“Tendo em conta que esta edição foi organizada em ´cima da hora´, tivemos um número aceitável de participantes, embora esperemos sempre mais”, afirmou Paulo Barreira, presidente da comissão administrativa que está a gerir a instituição até que sejam nomeados novos órgãos sociais ou seja realizada a fusão entre a Associação Comercial e o Clube dos Empresários, tal como avançou em edição anterior e em exclusivo o labor.

Após mais um concurso de monstras de Natal, “a Associação Comercial sente-se concretizada pelo facto de as montras de Natal continuarem a dar brilho e a tornar atrativo o comércio tradicional, bem como a cidade”, concluiu Paulo Barreira, deixando um agradecimento a todos os participantes e apelando a que “escolham bem as causas” para as quais vão reverter os prémios.

A Associação Comercial ainda vai entregar os prémios aos vencedores e só depois é que estes vão dar a conhecer a causa solidária que querem apoiar, apurou o labor junto de Paulo Barreira.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui