Famalicense AC, 3 – AD Sanjoanense, 1

Jogo no Pavilhão Municipal de Famalicão.

Árbitros: Paulo Rainha (Minho) e Rui Leitão (Minho).

Famalicense AC: João Peixoto (gr), Márcio Rodrigues, Hugo Costa, Rui Silva e Pedro Silva.

Suplentes: João Pinheiro (cap), Nuno Silva, César Carvalho, Celso Silva e Miguel Freitas (gr).

Treinador: Vítor Silva.

AD Sanjoanense: Marco Lopes (gr) (cap), Facundo Navarro, José Almeida, Pedro Cerqueira e Xavier Cardoso.

Suplentes: Hugo Santos, Tiago Almeida, Alex Mount, João Lima e Tiago Freitas (gr).

Treinador: Vítor Pereira.

Ao intervalo: 0-1.

Ação disciplinar: Cartão azul para Hugo Costa (37’), João Lima (37’), César Carvalho (43’).

Marcha do marcador: 0-1 por Xavier Cardoso (17’), 1-1 por Hugo Costa (27’), 2-1 por Pedro Silva (29’), 3-1 por Rui Silva (50’).

A Sanjoanense caiu na segunda eliminatória da Taça de Portugal. No último sábado, na deslocação a Famalicão, para cumprir os 32 avos de final da prova, a equipa orientada por Vítor Pereira não esteve ao seu melhor nível, em particular na segunda parte, e acabou derrotada por um adversário que milita na 2.ª Divisão Nacional.

Com uma primeira parte equilibrada e escassa em golos, foram os alvinegros que abriram o ativo aos 17 minutos por intermédio de Xavier Cardoso, que depois de uma passagem por trás da baliza adversária, entra na área e com um remate à meia volta inaugura o marcador, resultado que se manteria inalterado até ao intervalo.

Depois de 25 minutos iniciais sem grande eficácia no capítulo da finalização e com um resultado escasso, a Sanjoanense precisava de cautela na segunda parte para segurar um adversário que, em casa, dava tudo por tudo para seguir em frente na prova, mas os alvinegros não estiveram bem e acabariam por ver o Famalicense dar a volta ao marcador em apenas dois minutos. Logo nos instantes iniciais Hugo Costa restabelece a igualdade e pouco depois, num contra-ataque dos locais, é Pedro Silva que coloca a formação da casa no comando do marcador.

Sem nada a perder e em desvantagem, a menos de um minuto do fim Vítor Pereira, na tentativa de, pelo menos, alcançar o empate e forçar o prolongamento, apostou tudo com a saída do guardião Marco Lopes para ter cinco jogadores de campo, mas seria o Famalicense a aproveitar a baliza desprotegida para confirmar o afastamento da Sanjoanense da Taça de Portugal. Com os visitantes a pressionar, Xavier Cardoso procura num primeiro remate chegar ao golo, mas na recarga os locais recuperam a bola e é Rui Silva que, a 13 segundos do fim, aproveita a baliza aberta dos homens de S. João da Madeira para, ainda no seu meio campo e com um remate longo, apontar o terceiro.

A Sanjoanense centra agora atenções no campeonato com os alvinegros a receberem, no próximo dia 22 de janeiro, às 21h00, o HC Braga.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui