A Sala dos Fornos, na Oliva, voltou a ser palco de mais um grande convívio desportivo, acolhendo, no passado dia 11 de janeiro, a Grande Gala do Andebol ADS 2020, uma iniciativa que juntou cerca de 250 pessoas entre atletas, técnicos, dirigentes e familiares.

Com o objetivo de proporcionar momentos de convívio entre todos os presentes, estimulando a camaradagem e responsabilidade social, uma vez que do evento resultou a atribuição de um apoio de solidariedade a uma instituição que ajuda crianças carenciadas, a iniciativa serviu também para apresentar formalmente todas as equipas de andebol do clube alvinegro.

Numa longa intervenção, José Pedro Silva, que vai na oitava época consecutiva à frente da secção, começou por recordar os primeiros tempos na vice-presidência. “Há oito anos atrás duas pessoas acharam que podiam acrescentar algo mais e transformar a secção, dando-lhe uma injeção de energia e vitalidade que há muito não tinha”, referindo-se a si e a Manuel Andrade, que atualmente exerce funções na Associação de Andebol de Aveiro e que esteve presente no evento

Depois de vários anos de trabalho, “nos últimos dois ou três os resultados começaram a aparecer de forma sustentada e contínua” e atualmente, para além da excelente prestação no capítulo desportivo em várias frentes, o clube conta com praticamente todos os escalões nos dois géneros.

Relembrando que esta é a sexta época consecutiva da equipa sénior na 2.ª Divisão Nacional, José Pedro Silva, sublinhou o facto de este ano o plantel contar com “uma maioria de atletas formados na ADS”, situação que, segundo o dirigente, “não era possível nos últimos anos”.

Com quase 250 pessoas presentes no primeiro evento do género da secção, José Pedro Silva confessa que o andebol alvinegro “nunca esteve a este nível” e a gala é reflexo do espírito de união que existe na modalidade. “É motivador. Faz-nos renovar forças e redefinir objetivos. Faz-nos sentir que, apesar de difícil, tortuoso e muitas vezes solitário, este é o caminho”, referiu o dirigente, destacando a colaboração por parte da autarquia e junta de freguesia, ao mesmo tempo que garante que “o apoio do tecido empresarial está aquém do que existe noutros locais onde o sucesso é evidente”. José Pedro Silva, concluiu a sua intervenção com uma referência à responsabilidade social que existe na secção. “Participamos de forma ativa na formação cívica destes jovens. Não nos alheamos desta responsabilidade e, por isso, temos investido em ótimos profissionais”.

Rodeada de caras que bem conhece e de um ambiente que lhe é familiar, Rosário Gestosa foi uma das individualidades presentes. “Sinto-me em casa. Foi aqui que cresci a todos os níveis. Em valores, desportivamente e com grandes funções de responsabilidade”, referiu a Vereadora do Desporto da Câmara Municipal de S. João da Madeira, relembrando que o atual Vice-presidente, José Pedro Silva, foi um dos seus treinadores.

Créditos: Nuno Santos Ferreira

Garantindo que a autarquia “continuará a apoiar o desporto”, Rosário Gestosa admite que é necessária “uma aposta forte nos jovens” para que “quando forem adultos sejam um exemplo e o espelho de uma formação forte, coesa e, acima de tudo, talentosa”.

Já o presidente da Sanjoanense, Luís Vargas, recordou as dificuldades com que a direção do andebol se deparou, destacando, no entanto, “a resiliência”, dos atuais dirigentes para “enfrentarem mais duas épocas” ao seu lado à frente da secção. “A maior vitória de hoje foi reunir todas as pessoas que fazem parte da secção de andebol”, concluiu o presidente alvinegro.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here