E boca de incêndio continua sem as proteções de segurança

Dos pilaretes que foram colocados pela Câmara Municipal de S. João da Madeira, em dezembro de 2018, na Rua Colégio Castilho, nenhum restou numa parte dela.

Estamos a falar da parte superior direita desta rua, onde por algumas vezes alertámos que devia de ser reavaliada a distância entre os pilaretes e a via de circulação automóvel na nossa rubrica “Alguém põe mão a isto?” depois de termos presenciado alguns encontros indesejados entre os veículos e os pilaretes.

Depois

Como contra factos não há argumentos, recuperamos a primeira foto da rubrica que publicámos a 13 de dezembro de 2018 em que damos nota de um desses encontros indesejados apenas uma semana depois destes equipamentos terem sido colocados pelo Município. Ao lado temos uma fotografia do mesmo local já sem pilaretes tirada sexta-feira passada.

O labor crê que depois de tantos encontros indesejados, o Município acabou por desistir da sua recuperação ou substituição, tal como o fez anteriormente, mas não obtivemos essa nem qualquer outra informação da parte municipal até ao fecho da edição.

Neste momento, a área pedonal vedada pelos pilaretes voltou a ser quase todos os dias ocupada por automóveis indevidamente estacionados. Por resolver continua também a colocação de tampas de segurança na boca de incêndio na Rua Oliveira Júnior.

Em oito casos, seis foram resolvidos

De todos os oito primeiros casos apresentados ao longo de dezembro de 2018 na rubrica do labor, apenas os pilaretes derrubados na Rua Colégio Castilho e a colocação de tampas de segurança na boca de incêndio na Rua Oliveira Júnior continuam por resolver.

Os restantes acabaram por ser tratados ao longo do último ano. A começar pelos sacos de plástico com lixo colocados em passeios da Rua Jornal O Regional que deixaram de aí estar depositados, continuando com a limpeza do monumento de homenagem aos Chapeleiros e indústria Chapeleira, o tratamento das ratazanas que andavam “à solta” no Edifício das Laranjeiras e chegaram a criar problemas num dos comércios ali estabelecidos, a pintura da passadeira completa entre a Rua Enedina Garcia e a Rotunda Luminosa e a reabilitação da rotunda de homenagem aos Bombeiros Voluntários no cruzamento da Rua Alão de Morais com a Rua Conde Dias Garcia.

Balanço de um ano de rubrica

O labor vai continuar a fazer um balanço dos casos apresentados na sua rubrica desde dezembro de 2018 até então ao longo

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here