AD Sanjoanense, 1 – SC Coimbrões, 1

Jogo no Estádio Conde Dias Garcia.

Árbitro: Tiago Mendes, auxiliado por Marco Teixeira e Gaspar Castro (AF Braga).

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Ibrahim, Rúben, Godinho, Gil Barros, George (Barbosa, 70’), Juninho, Ricardo (Elisson, 70’), Elder, Paulinho (Bilu, 54’), Edson.

Suplentes: Rui Mota, Almeida, Daniel, Bilu, Barbosa, Elisson, Bruno Amorim.

Treinador: Sérgio Machado.

SC Coimbrões: Fábio Mesquita, Ricardo Pedrosa, Hugo (Bruno Pereira, 90’), Sunday, Raul Martins, Vitor Nikiema (Pedro Caeiro, 84’), Mário Pereira, Pedro Tavares, Clever Jensen (Mateo Nieto, 74’), Ivo Lucas, Diogo Portela.

Suplentes: João Morais, Bruno Pereira, Pedro Caeiro, Esteves, Mateo, Nieto, Guilherme, Batistuta.

Treinador: Manuel Monteiro.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Fábio Mesquita (25’), Paulinho (32’), Hugo (68’), Rúben (75’), Elisson (88’).

Marcha do marcador:1-0 por Edson (42’), 1-1 por Pedro Tavares (60’).

Ao intervalo: 1-0.

O começo do novo ano não está a ser o melhor para a Associação Desportiva Sanjoanense, que ainda não conseguiu vencer. No último fim de semana os alvinegros até podiam ter feito a festa, mas uma má exibição da equipa de arbitragem, que não validou um golo dos locais nos últimos minutos da partida, acabaria por castigar os homens de Sérgio Machado com um empate.

Apesar de uma primeira parte escassa em oportunidades, foram os locais que mais procuraram o golo, mas foi preciso esperar quase até à meia hora de jogo para a Sanjoanense chegar com algum perigo à baliza do Coimbrões. E se Gil Barros não mostrou pontaria afinada, com um remate que saiu ao lado, minutos depois foi Rúben que, em resposta a um livre cobrado por Paulinho, cabeceou para as mãos de Fábio Mesquita. Juninho também tentou a sorte, mas tal como o colega de equipa viu o pontapé sair por cima da trave.

A maior persistência dos alvinegros acabaria, no entanto, recompensada a cerca de três minutos do intervalo quando Elder, num ataque dos locais, acaba travado em falta à entrada da grande área e vê assinalada grande penalidade. Edson assumiu a responsabilidade e sem vacilar colocou os alvinegros em vantagem.

Na segunda parte a Sanjoanense entrou mais apática e o Coimbrões aproveitou para ganhar algum ascendente e, por vezes, chegar com algum perigo à baliza à guarda de Diogo Almeida. Foram os homens de Sérgio Machado os primeiros a incomodar, mas esteve mais eficaz o Coimbrões, que aos 15 minutos chegava à igualdade num lance de alguma confusão na área alvinegra.

Créditos: Direitos Reservados

A Sanjoanense conseguiu reagir ao empate e aos poucos tomou conta da partida e já na fase final do encontro, altura em que os locais controlavam o jogo, na sequência de um cruzamento longo para o coração da área, Bilu introduz a bola na baliza, mas Fábio Mesquita afasta para fora e o trio de arbitragem acaba por não validar um golo mais do que claro.

Inconformado, o brasileiro respondeu logo a seguir quando numa recuperação de bola avança para o contra-ataque, mas um novo erro do fiscal de linha, assinalando um fora-de-jogo, impediu que Bilu criasse perigo.

De acordo com o clube alvinegro, no final do encontro o árbitro assistente reconheceu o erro e pediu desculpas aos responsáveis da SAD, jogadores e equipa técnica.

No próximo domingo a Sanjoanense defronta, em Viseu, o Lusitano de Vildemoinhos.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui