SL Benfica Sub-22, 83 – AD Sanjoanense, 77

Jogo no Pavilhão Fidelidade, em Lisboa.

Árbitros: João Quintela e Tiago Mota.

SL Benfica: Anthony Anderson (9), Marcos Valente, Sebastião Oliveira, Gonçalo Lopes, Alexandre Fatuda (2), Henrique Alves, Francisco Alves (10), Bruno Araújo (8), Tiago Rebelo, Gonçalo Delgado (14), Guilherme Saiote (24) e Brandon Simmons (14).

Treinador: Nuno Rodrigues.

AD Sanjoanense: José Teixeira, Sílvio Rodrigues (5), Eduardo Guimarães (26), Diogo Rebelo, Pedro Margalho, Gonçalo Catarino (11), Sérgio Felgueiras (8), Miguel Reis (2), Emanuel Sá (19), Gonçalo Lascasas, Renato Ribeiro e Torrance Johnson (6).

Treinador: João Tiago.

Ao intervalo: 50-29.

Parciais: 26-18; 24-11; 14-31; 19-17.

Depois de reforçar a equipa com dois norte-americanos, que ocupam posições interiores, e com a descida de Gonçalo Delgado da equipa principal, para vir dar uma ajuda aos sub22, a Sanjoanense deparou-se com um Benfica bem diferente na deslocação a Lisboa relativamente à primeira volta da Proliga. Estes fatores fizeram com que a partida fosse muito mais disputada, mas os alvinegros não entraram bem no jogo. Algo apáticos e muito pouco intensos nas ações ofensivas e sobretudo defensivas, os visitantes foram permitindo que o seu adversário abrisse uma vantagem cada vez maior no marcador. Já o Benfica mostrou-se muito forte no jogo interior. A ganhar a luta das tabelas e com um Guilherme Saiote inspirado, os encarnados chegavam ao intervalo com uma vantagem de 21 pontos.

Na segunda parte os homens de João Tiago regressaram do balneário com outro espírito e reagiram, demonstrando uma atitude completamente diferente. Muito mais fortes defensivamente e fazendo uso do seu jogo ofensivo coletivo, com a circulação rápida da bola no sentido de encontrar o melhor contexto de lançamento, os alvinegros não só conseguiram recuperar da desvantagem como passaram para a frente do marcado por seis pontos.

Nesse momento, alguma descompressão, aliada ao cansaço e à reação do adversário, impossibilitaram a equipa de S. João da Madeira de segurar uma vitória que, a acontecer, teria sido muito importante numa Proliga tão equilibrada. Ficou, ainda assim, evidente que quem sofre 50 pontos na primeira parte de um jogo, muito dificilmente consegue vencer.

No próximo dia 2 de fevereiro a Sanjoanense recebe no Pavilhão Paulo Pinto, pelas 21h00, a formação do Casino Ginásio.

Outros resultados
Sub16 masculinos
GICA, 40 – Sanjoanense, 77
Seniores femininos
Sanjoanense, 59 – ASSSC Cantanhede, 69
Sub16 masculinos
Sanjoanense B, 42 – C. Galitos B, 52
Sub16 masculinos
Sanjoanense, 61 – GICA, 48
Agenda
Sub14 femininos
Sanjoanense A-Ovarense
Dia 31, às 19h00, Pavilhão Paulo Pinto
Esgueira-Sanjoanense A
Dia 1, às 11h40, Pavilhão Paulo Pinto
Sanjoanense A-GICA
Dia 1, às 18h30, Pavilhão Paulo Pinto
Sanjoanense A-Beira Mar
Dia 2, às 10h20, Pavilhão Paulo Pinto
Sanjoanense A-Galitos
Dia 2, às 18h10, Pavilhão Paulo Pinto
Sub14 masculino
Sanjoanense-GRI Brandoense
Dia 31, às 20h20, Ovar
Oliveirense-Sanjoanense
Dia 1, às 09h00, Ovar
Sanjoanense-Esgueira
Dia 1, às 16h50, Ovar
Galitos-Sanjoanense
Dia 2, às 11h40, Ovar
Ovarense A-Sanjoanense
Dia 2, às 18h10, Ovar
Seniores femininos
Sanjoanense-Salesianos
Dia 1, às 21h00, Pavilhão Paulo Pinto
Seniores masculinos
Sanjoanense-Casino Ginásio
Dia 2, às 21h00, Pavilhão Paulo Pinto
Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui