Estação pintada ou vandalizada e boca de incêndio a ser alvo de uma intervenção

 

A palavra “João” continua a faltar no brasão de S. João da Madeira, que está colocado entre o Fórum Municipal e o Jardim Municipal, e a estação de comboio continua a ser pintada ou vandalizada desde que demos nota destes acontecimentos na rubrica “Alguém põe mão a isto?” publicada na edição de 4 de janeiro de 2019.

Da penúltima vez que passámos pela boca de incêndio situada na Avenida Dr. Renato Araújo, junto ao Santander, tinha proteção e estava pintada. Logo, a situação estava resolvida. Como não publicámos o balanço desta rubrica nas duas últimas edições, decidimos lá voltar sexta-feira passada para confirmar o estado deste equipamento e verificámos que foi alvo de uma nova intervenção que está por concluir.

De oito situações, cinco estão resolvidas

Apesar de termos as três situações mencionadas anteriormente por resolver, o balanço das rubricas publicadas a 4, 10, 17 e 24 é positivo. Uma vez que das oito situações apresentadas, duas em cada uma delas, cinco estão resolvidas. Relembramos a caixa “remendada”, entre a Farmácia Central e a Drogaria Neves, que agora está como nova e o problema com ratos que está resolvido entre as Ruas da Fábrica Social e Conde Dias Garcia. O que antes apelidamos de “caixa de pisa” devido à sua inclinação que nos lembrou a famosa “Torre de Pisa”, em Itália, voltou a saber o que é ter uma postura correta e isso é evidente a quem passa no passeio, lateral esquerda do Palacete do Hospital de S. João da Madeira em direção ao posto de combustível, na Avenida Dr. Renato Araújo. Uma segunda boca de incêndio que estava sem a devida proteção junto ao Centro Coordenador dos Transportes, na Avenida Dr. Renato Araújo, também está recuperada e devidamente protegida. Por último, os contentores que estavam a ocupar um lugar de estacionamento na Praça 25 de Abril já se encontram bem “estacionados”. As fotografias do antes e do depois de cada uma das situações resolvidas e por resolver, podem ser vistas na galeria anexa a esta notícia no site do jornal labor (https://labor.pt/home/).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...