AD Sanjoanense, 70 – Os Belenenses, 69

Jogo no Pavilhão Paulo Pinto, em S. João da Madeira.

AD Sanjoanense: José Teixeira, Sílvio Rodrigues (9), Eduardo Guimarães (14), Diogo Rebelo, Tiago Ferreira, Gonçalo Catarino (5), Sérgio Felgueiras (5), Miguel Reis, Emanuel Sá (16), Gonçalo Lascasas, Renato Ribeiro e Torrance Johnson (21).

Treinador: João Tiago.

Os Belenenses: Henrique Piedade (14), José Torres (12), Pedro Lança (3), José Miguel, Charles Tripp (21), Filipe Machado, Ricardo Rosa (6), Miguel Fialho, Rui Palhares (10), Daniel Pestana, e Diogo Carvalho (3).

Treinador: Sérgio Ramos.

Ao intervalo: 42-36.

Parciais: 25-12; 17-24; 14-17; 14-16.

A Sanjoanense recebia o Belenenses e procurava vingar a derrota (81-76) sofrida na primeira volta em Lisboa. Com duas equipas fortes, estavam reunidos os ingredientes para um bom espetáculo e num jogo equilibrado e disputado com bastante entrega não faltou emoção do início ao fim.

Com uma defesa muito agressiva, foi a Sanjoanense que entrou melhor na partida, criando dificuldades ao jogo coletivo dos visitantes, obrigando o adversário a recorrer a soluções mais desconfortáveis na tentativa de concretizar pontos. No final do primeiro período 25-12 no marcador, favorável à Sanjoanense, parecia confirmar a estratégia. Mas a partir desse momento o Belenenses reagiu e procurou apresentar o seu jogo, com especial destaque para a dinâmica imposta pelo base José Torres e a inspiração do norte americano Charles Tripp. O conjunto que viajou de Lisboa conseguiu diminuir a desvantagem até ao intervalo, mas sem tirar a Sanjoanense do comando no marcador.

Na segunda parte o jogo acabaria por entrar numa toada de equilíbrio, com os visitantes a reduzirem a diferença, conseguindo entrar no último quarto com apenas três pontos de atraso (56-53) após um parcial de 14-17.

A 25 segundos do final, quando o Belenenses liderava o marcador por apenas um ponto de vantagem, no último ataque dos alvinegros, Eduardo Guimarães tenta uma penetração para o cesto e falha o lançamento, mas vê o norte-americano da Sanjoanense, Torrance Johnson, conquistar um ressalto ofensivo absolutamente decisivo no jogo e, com uma tapinha a dois segundos do fim, deu a vitória à formação da casa.

Acabou por ser um resultado justo e que premeia a entrega, espírito de sacrifício e qualidade evidenciada pela equipa orientada por João Tiago, sobretudo no capítulo defensivo.

No próximo jogo, agendado para 22 de fevereiro, a Sanjoanense desloca-se à cidade de Olhão, no Algarve, para defrontar, pelas 16h30, a equipa local.

Outros resultados:
Sub18 masculinos
Illiabum, 49 – Sanjoanense, 48
Sub19 femininos
Sangalhos, 72 – ADS/RentPiano, 57
Sub14 femininos
ADS/Farmácia Lamar, 51-GICA, 45
Sub16 masculinos
Sanjoanense B, 31 – Illiabum, 90
Seniores femininos
Sanjoanense, 72 – Gafanha, 58
Sub14 masculinos
NS Estarreja, 12 – Sanjoanense B, 64
Sub14 femininos
Anadia FC, 55 – Sanjoanense B, 27
Sub16 femininos
Sanjoanense, 62 – GICA; 47
Sub16 masculinos
GRI Brandoense, 79 – Sanjoanense A, 70
Veteranos
Beira Mar, 49 – Sanjoanense, 47
Agenda
Seniores masculinos
Ginásio Del Mar Marina-Sanjoanense
Dia 22, às 16h30, Olhão
Seniores femininos
GICA-Sanjoanense
Dia 22, às 21h00, Águeda
Sub19
Sanjoanense-CD Póvoa
Dia 23, às 11h15
Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here