Nicolau Santos e Lisete Gomes vieram à reunião de câmara do passado dia 18 tornar público o seu descontentamento face à proibição de estacionamento junto às instalações da CERCI de S. João da Madeira. Ambos são moradores da Rua António Sérgio e, tal como outros que também ali vivem, sentem-se “lesados com esta decisão”. Sobretudo os que, depois de um dia de trabalho, “não têm lugares que cheguem para estacionar”, como afirmou Lisete Gomes.

Também segundo esta munícipe, “foram pintadas zebras no estacionamento da Rua António Sérgio e colocada uma placa” que os proíbe de estacionar, exceto à CERCI. Situação que a própria não entende, porque a instituição em causa está encerrada à noite e ao fim de semana e, além disso, não é por aí além o número de pais que vêm trazer e buscar os filhos. Aliás, Lisete Gomes chegou a sugerir que “os três lugares da parte de cima da entrada [da CERCI] sejam libertados para moradores”.

Em resposta, Jorge Sequeira, que ainda recebeu das mãos de Nicolau Santos um “abaixo-assinado” relacionado com o assunto, assegurou que “vamos averiguar o que está em causa para perceber o impacto dessa medida”. O autarca garantiu ainda que procederão à sua revisão “se for necessário”.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui