Pelo sexto ano consecutivo o “GuitarDrum Festival” deu a oportunidade aos membros dos espaços de desenvolvimento cultural “The House of Drummers” e “Guilherme Guitar Center” de passarem da sala de aula para o palco do Centro Cultural de Milheirós de Poiares, onde demonstraram a arte da bateria e da guitarra perante uma plateia com lotação esgotada à semelhança de todas as edições anteriores.

Em palco estiveram 15 bateristas, com idades compreendidas entre os nove e os 44 anos, da “The House of Drummers”, e 33 guitarristas, com idades entre os oito e os 60 anos, da “Guilherme Guitar Center”.

O balanço de mais um “GuitarDrum Festival” é “bastante positivo”, mas também fica marcado pelo facto desta sexta edição ter sido “a mais exigente para todos” desde a organização aos participantes, revelou Diogo Leite, responsável pela comunidade “The House of Drummers”, ao labor.

“Desde o primeiro dia em que iniciamos os preparativos para esta edição”, “houve sempre uma palavra de ordem: evolução”. O que permitiu que “conseguíssemos melhorar as condições técnicas para os ensaios”, devido ao “apoio” dos parceiros Castanheira, Só Música/JP Grifagem e Centro Cultural de Milheirós de Poiares, e apresentar “um verdadeiro espetáculo de música ao vivo”, considerou Diogo Leite.

O “GuitarDrum Festival” voltou a ser apresentado por Pedro Neves e a contar com Venusa Graça e Zé Neves nas vozes, Ricardo Silva nos teclados/pianos e Alexandre Gomes no saxofone.

“Este ano toda a gente conseguiu sentir maturidade em todos os participantes”

Para que conseguissem fazer jus à palavra de ordem, “evolução”, Diogo Leite e João Guilherme trabalharam “muito individualmente cada participante para que todos estivessem a um nível técnico elevado” e só depois passaram para “o trabalho coletivo, trabalhando a música com várias formações”, explicaram ambos ao labor.

E só desta forma, isto é, com o objetivo de evoluir, foi possível aos responsáveis por estas duas comunidades afirmarem que, “comparando com as edições anteriores em que sentíamos algumas fragilidades em palco, fruto de estarem a pisar o palco pela primeira vez em muitos dos casos, este ano toda a gente conseguiu sentir maturidade em todos os participantes”.

Após tanto trabalho, ter uma casa com lotação esgotada foi “o melhor doce que poderíamos ter”, confessaram Diogo Leite e João Guilherme, ao labor.

Em breve vai ser possível assistir a todos os momentos do “GuitarDrum Festival” através do seu canal de youtube.

Samwell
Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui