No fio da navalha

0
20

Gosta-se de caminhar, pelo fio da navalha,
Aceita-se o desafio com que se afronta a razão,
Não fazer escolha final, sem saber o que nos calha,
Atirarmo-nos para a frente, sem saber se há um sim ou não!

Arriscamo-nos ao sucesso, no insucesso que se vê,
Mas invocar a consciência, p’ra reduzir o perigo;
Esquecer logo o porquê, se não sabe o para quê,
Dessa aposta ao desafio, que faço para comigo…

Todo o homem arca nos ombros com a má sorte da vida,
É mais a inteligência, do que aquela boa sina;
Quando aposta a sério em si, melhor seria a partida,
Ao início da questão, de pensar se a domina…

Mas gosta-se de arriscar, alguns passos para a frente,
Para auscultar o terreno, se é firme ou movediço,
E só depois de tentar, que sucede a nossa mente.
Momento de hesitação ou assumir o compromisso?

Flores Santos Leite

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui