Uma cidade verde e com menos resíduos

0
51

O maior desafio que a sociedade tem para a próxima década é o de saber adotar as medidas mais eficazes para combater e mitigar as alterações climáticas. Seja pelos comportamentos individuais, seja pelas políticas públicas de transformação digital, de transição energética ou de mudança do paradigma no que à produção e tratamento de resíduos diz respeito.

Precisamente neste âmbito, a câmara municipal anunciou recentemente que, em 2019, os resultados da recolha de resíduos em S. João da Madeira foram os melhores de sempre, desde que é realizada essa avaliação, que se iniciou em 2002. Em suma, aumentou a recolha seletiva, aumentou o que cada sanjoanense reciclou e diminuiu a quantidade de resíduos indiferenciados que foram produzidos.

Estes resultados muito positivos são consequência de uma maior consciencialização ambiental, mas também não são alheios às políticas públicas que a autarquia tem implementado com mestria e visão de futuro, designadamente o novo sistema de recolha seletiva porta-a-porta, que está em vigor desde outubro, assim como o aumento do número de ecopontos espalhados pela cidade.

Mas não se ficou por aqui. Desde 2017, quando o PS venceu as eleições autárquicas em S. João da Madeira, que a cidade tem assistido a uma autêntica revolução na forma como se olha e, sobretudo, como se age pelas questões ambientais, energéticas, de higiene e de espaços verdes.

Exemplo disso mesmo são as medidas que foram implementadas no combate ao plástico descartável em eventos, como “A Cidade no Jardim”, o “Andebolmania” ou o “Carnaval das Escolas”; a instalação de iluminação pública LED; as campanhas de reciclagem nas escolas e a requalificação dos ecopontos escolares; a valorização dos espaços verdes da cidade; a criação de um projeto-piloto de recolha de agulhas usadas resultantes da administração de insulina e de outros tratamentos, evitando que acabem depositados no lixo doméstico; a requalificação das infraestruturas do Sistema de Drenagem e Tratamento de Águas Residuais; entre outras.

O PS assumiu o compromisso de desenvolver ações concretas e inovadoras para que S. João da Madeira seja uma cidade mais amiga do ambiente e está a cumprir!

Este é, e tem de continuar a ser, um desígnio coletivo para as próximas décadas e deve unir políticos, a economia e a sociedade, pois é um propósito que só poderá ser alcançado se todos fizerem a sua parte. Pelo que nos foi dado a conhecer, S. João da Madeira está no rumo certo para ser uma cidade mais verde e com menos resíduos!

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui