A 14ª Feira da Ciência começou esta segunda-feira de manhã no segundo piso da Torre da Oliva.

Logo à entrada está a novidade deste ano que é uma exposição de desenhos das crianças do pré-escolar sobre o projeto “Pequenos Cientistas Sanjoanenses” que é um complemento da área curricular disciplinar do Estudo do Meio e decorre durante o ano letivo em todas as escolas do 1º ciclo e jardins de infância da rede pública.

O convite pelo Município de S. João da Madeira feito às cerca de 1.700 crianças para visitar a Feira da Ciência, acompanhadas dos professores e dos auxiliares, continua a ter como desígnio “despertar os alunos mais jovens para o interesse científico”, afirmou o presidente Jorge Sequeira, assinalando que este é o segundo ano que se realiza na Torre da Oliva, em vez do Museu da Chapelaria, onde encontrou “condições mais vantajosas para realizar o evento”.

Os alunos da Escola de Fundo de Vila foram os primeiros a visitar e a participar ativamente em atividades experimentais nas áreas da Biologia, Geologia, Ciências Naturais, Física e Química da Feira da Ciência.

O labor acompanhou a oficina de Nutrição que permitiu aos alunos perceberem a importância dos lanches saudáveis, sobretudo em tempo escolar, e a Roda dos Alimentos que deve estar presente nos mesmos. E das palavras passaram à ação com a preparação de queques de espinafres com baixo teor de açúcar e sem adição de gordura, que podem ser substituídos por cenoura, beringela, entre outros.

O objetivo foi “mostrar que devem ter cuidado com a alimentação deles porque uma má alimentação pode provocar doenças como obesidade, diabetes e colesterol”, disse Catarina Gomes, nutricionista do Município, aos jornalistas.

A prova da importância desta temática está no ciclo de três workshops “Lanches Saudáveis para Rotinas Descomplicadas”, dirigidos aos pais e encarregados de educação dos alunos dos jardins de infância e escolas do 1.º ciclo, promovido pelo Agrupamento de Centros de Saúde de Entre Douro e Vouga II – Aveiro Norte, com o apoio do Município de S. João da Madeira e dos agrupamentos de escolas sanjoanenses.

As três sessões correram “muito bem” e foram “muito proveitosas”, considerou Catarina Gomes, assumindo que todos os envolvidos trabalham diariamente para que “os pais tenham a preocupação e a noção de que investir na alimentação é investir na saúde dos seus filhos”. A importância de preparar um lanche saudável nem sempre é fácil de transmitir devido à “vida atarefada” dos encarregados de educação, mas “os meninos levam a mensagem”, assumiu a nutricionista.

Sessão dedicada às famílias este sábado

À semelhança das edições anteriores, a Feira de Ciência é aberta às famílias este sábado, das 14h00 às 17h00, na Torre da Oliva. A entrada é gratuita.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here