Lusitânia FC, 1 – AD Sanjoanense, 3

Jogo no Estádio do Lusitânia FC, em Lourosa.

Árbitro: José Almeida, auxiliado por Flávio Tamos e Bruno Nunes (AF Lisboa).

Lusitânia FC: Leo, Vitinha, Henrique, Gil Dias, Serginho (Wilson, 70’), Paulo Grilo (Hélder Castro, 83’), Paulo Tavares (Jaime Poulson, 57’), Leo Cordeiro, Diogo Cunha (cap), Goba e Leo.

Suplentes: Wilson Soares, Agostinho Carvalho, Ministro, Hélder Castro, Wilson, Jaime Poulson, Dinis Pinto.

Treinador: Rui Quinta.

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Gil Barros, Rúben (cap), Godinho, Daniel, Barbosa, George, Paulinho (Rui Faria, 62’), Belkheir (Juninho, 93’), Elder Santana e Edson (Ibrahim, 72’).

Suplentes: Rui Mota, Ibrahim, Rui Faria, João Oliveira, Juninho, Bruno Amorim, Marcílio.

Treinador: Sérgio Machado.

Ação disciplinar: Catão amarelo para Henrique (33’), Rúben (49’), Gil Barros (51’), Leo Cordeiro (75’), Belkheir (90’).

Ao intervalo: 1-1.

Marcha do marcador: 0-1 por Belkheir (36’), 1-1 por Goba (40’), 1-2 por Paulinho (59’), 1-3 por George (74’).

A Sanjoanense conseguiu um triunfo importante no último domingo ao vencer, por 1-3, o Lusitânia, que ocupa a segunda posição da classificação.

A deslocação a Lourosa não se esperava fácil para os alvinegros, que defrontavam um adversário que procura manter-se no último lugar que dá acesso ao play-off de subida, mas depois de algum domínio inicial dos homens da casa, os visitantes equilibraram o jogo e pouco depois da meia hora chegavam mesmo à vantagem. Após uma investida pelo corredor esquerdo, Elder Santana encontra na boca da baliza Belkheir, que, junto ao segundo poste, responde da melhor forma ao cruzamento do brasileiro, cabeceando para o golo inaugural.

No comando no marcador, a Sanjoanense ainda voltou a ameaçar as redes à guarda de Leo, mas a reação veio do lado contrário, quando a cinco minutos do intervalo Diogo Cunha cruza para o interior da área onde surge Goba que, de cabeça, restabelece a igualdade, resultado que se manteria até ao período de descanso.

No regresso dos balneários esperava-se uma reação do conjunto de Lourosa, mas foram os homens de Sérgio Machado que entraram melhor, quando ainda antes do quarto de hora Paulinho surpreendeu tudo e todos com um golo magistral. Respondendo a um passe ao primeiro toque de Gil Barros, o médio pontapeia a bola à entrada da área que passa rente à trave e sem hipótese de defesa para Leo.

O resultado parecia surpreender os locais, mas o marcador ainda não estava fechado e 15 minutos depois, na sequência de um passe em profundidade, George confirmava o triunfo dos homens de S. João da Madeira, quando de frente para a baliza e a alguns metros da entrada da área o sul africano tenta o remate, que sai fraco, mas apanha de surpresa Leo, que não conseguiu evitar o golo.

Com este resultado a Sanjoanense regressou aos triunfos, enquanto a formação de Lourosa perdeu terreno para os adversários.

No próximo domingo os alvinegros recebem o USC Paredes, jogo que irá decorrer à porta fechada, resultado das determinações impostas pela Federação Portuguesa de Futebol na sequência do surto de Covid-19.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here