Sampaense, 72 – AD Sanjoanense, 77

Jogo no Pavilhão Serafim Marques, em S. Paio de Gramaços.

Árbitros: Frederico Maia e Rodrigo Santos.

Sampaense: Hassan Thomas (24), Paulo Caldeira (11), Alexey Kaputskiy, George Peterson (21), João Costa (1), Diogo Gonçalves (4), Francisco Bento, Alexandre Trancoso, Oliver Waymark (3), Miguel Bastos (8) e André Amado.

Treinador: Cláudio Figueiredo.

AD Sanjoanense: José Teixeira, Sílvio Rodrigues (18), Eduardo Guimarães (7), Diogo Rebelo, Gonçalo Catarino (12), Sérgio Felgueiras (3), Miguel Reis, Emanuel Sá (6), Renato Ribeiro (4) e Torrance Johnson (26).

Treinador: João Tiago.

Ao intervalo: 41-34.

Parciais: 14-19; 27-15; 15-18; 13-24.

Por norma, a deslocação a Oliveira do Hospital é difícil para os alvinegros e com as duas equipas a lutarem pela manutenção e acesso aos play-offs da Proliga previa-se um jogo bastante equilibrado.

Mas com a lição bem estudada, foram os alvinegros que entraram melhor na partida. Focados no jogo e com uma boa prestação defensiva no primeiro período (sofrendo apenas 14 pontos), os homens de João Tiago colocaram muitos problemas à formação anfitriã. No segundo quarto o Sampaense reagiu e aumentou os níveis de intensidade. Liderados pelos seus dois atletas norte-americanos, os serranos marcaram 27 pontos no segundo período e chegaram ao intervalo com uma vantagem de sete pontos.

Numa partida sempre muito bem disputada de parte a parte e com grande equilíbrio, na segunda parte ambas as equipas entregaram-se ao jogo e conseguiram um terceiro período equilibrado, ainda que com ligeira vantagem para a Sanjoanense. No último quarto os alvinegros tiveram grandes dificuldades para se aproximarem do marcador e o Sampaense chegou aos quatro minutos finais com uma vantagem de nove pontos. Mas nos últimos instantes a formação que viajou de S. João da Madeira adotou uma defesa zona 3×2, que criou desconforto evidente no adversário, perdendo algumas bolas que foram bem aproveitadas pela equipa visitante para fazer um parcial de 8-0 e reduzir a diferença no resultado. A Sanjoanense voltou a acreditar que a vitória era possível e dois lançamentos triplos do capitão Sílvio Rodrigues e de Sérgio Felgueiras, deram à equipa alvinegra uma vantagem de seis pontos já no último minuto da partida.

A vitória já não escapou aos alvinegros, que tiveram o grande mérito de nunca desistir e, com uma fantástica prestação defensiva no último quarto, (em que sofreram apenas 13 pontos) conseguiram alcançar uma vitória justa para um grupo de trabalho que tem mostrado excelente qualidade de jogo e um grande espírito de equipa e de conquista.

No próximo domingo a Sanjoanense recebe no Pavilhão Paulo Pinto, pelas 17h00, a equipa da Académica de Coimbra. Faltam apenas cinco jogos para o final da fase regular da Proliga e os alvinegros esperam alcançar a manutenção o mais rapidamente possível.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here