Preserve.pt é, tal como o site saojoaonosso.pt que também está a ser trabalhado, “mais uma ferramenta [online]” disponibilizada pela Associação Comercial de S. João da Madeira (ACSJM) ao comércio de rua. Esta plataforma, como reconheceu o presidente da direção, “pode não ter grande impacto”, mas, pelo menos, “é mais uma solução que apresentamos a quem está fechado” por força da atual pandemia que assola o mundo.
O objetivo deste projeto da autoria do #tech4covid19 (movimento que junta várias organizações portuguesas para, através da tecnologia e empreendedorismo, ajudar a combater os impactos da Covid-19 na sociedade) é simples: o cliente compra agora um voucher para, depois, usar em qualquer altura quando os negócios voltarem ao seu normal funcionamento e, assim, contribui para que a economia local sobreviva. Ao fazê-lo, está a criar receitas imediatas ajudando no pagamento de salários, fornecedores e outros encargos, que estão, neste momento, em risco.
Esta última terça-feira, quando falou com o labor, Paulo Barreira tinha acabado de firmar mais esta “parceria” em prol dos comerciantes de rua sanjoanenses. “Chegámos a acordo hoje”, contou, acrescentando que “já amanhã [dia 8] vamos contactar os comerciantes e explicar-lhes o que é e como devem fazer caso queiram aderir”. Para comprar vouchers ou para que os proprietários inscrevam os seus estabelecimentos na plataforma, é apenas necessário que acedam a https://preserve.pt/.
O líder diretivo adiantou ainda ao nosso jornal que a inscrição é gratuita, tanto para associados da ACSJM como para não associados, e que não há um número mínimo de aderentes, contrariamente ao que acontece com o saojoaonosso.pt que obriga a que haja, pelo menos, 10.

saojoaonosso.pt permite também a venda de produtos online

Nesta altura de maior confinamento, a Associação Comercial e o Comércio Nosso estão empenhados em encorajar o comércio local, partilhando informação e recursos online, que podem ajudar as pequenas empresas a adaptarem o seu negócio à internet e a considerarem alternativas seguras como encomendas online ou via telefone e entregas ao domicílio.
Nesse sentido, e através do site saojoaonosso.pt, está a ser agilizada uma ferramenta para que os comerciantes possam promover os seus produtos e serviços, como disse Paulo Barreira. Os interessados em aderir devem solicitar o formulário junto da ACSJM através do endereço acsjmgeral@gmail.com / info@comercionosso.pt ou pelo contacto 918857686. Neste período de crise, a adesão é gratuita, quer para os aderentes do São João Nosso (que já têm ‘azulejo inteligente’ à entrada dos seus estabelecimentos), quer para os restantes comerciantes.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...