“Para já, o que está assumido é até ao fim de julho”, como disse o autarca. Mas pode muito bem se prolongar no tempo. A câmara já cancelou todos os eventos públicos até ao final do primeiro semestre. O autarca avançou, nesta última conferência de imprensa, que não haverá comemorações da elevação de S. João da Madeira a cidade (o 16 de maio será “eventualmente assinalado” apenas com uma intervenção em vídeo de Jorge Sequeira), Marchas Populares, Festas da Cidade, A Cidade no Jardim, Hat Weekend Festival, bem como toda a programação da Casa da Criatividade e das exposições temporárias dos museus e Centro de Arte Oliva. Quanto ao 25 de Abril, não se pronunciou, uma vez que ainda não tinha falado com a presidente da Assembleia Municipal sobre o assunto.

Já em relação aos restantes eventos agendados até ao final do ano, tudo dependerá da evolução da pandemia no país. “Iremos reavaliar” em julho, informou o presidente do Município.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here