A utilizar em campanhas ao longo deste ano e do próximo 

Em conferência de imprensa realizada na última sexta-feira, na qual participaram a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, a ministra da Cultura, Graça Fonseca, e o secretário de Estado para Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva, foram divulgados os apoios estatais à comunicação social. Entre estes, está o investimento por parte do Governo de 15 milhões de euros na compra antecipada de publicidade institucional do Estado, a utilizar em campanhas ao longo do corrente ano e de 2021 – 3,75 milhões dos quais (25%) destinados à imprensa regional e às rádios locais.

Em nota recebida pelo labor, tanto a Associação Portuguesa de Imprensa (APImprensa) como a Associação de Imprensa de Inspiração Cristã (AIIC) se congratulam com estas medidas, resultantes “de muitas reuniões e sistemáticos contactos que as associações têm mantido, desde há muitas semanas e diariamente, com o Governo, designadamente com o secretário de Estado para Cinema, Audiovisual e Media, numa análise aprofundada das múltiplas dificuldades do setor e das possibilidades de contributos para as minorar”.

Segundo a APImprensa e a AIIC, os critérios de distribuição das verbas estão praticamente concluídos e a respetiva metodologia vai ser ultimada ainda esta semana, de forma a que as verbas desta compra antecipada de espaços possam chegar aos órgãos de comunicação social ainda durante o corrente mês de abril.

No texto a que o nosso jornal teve acesso, as duas associações referem ter “consciência de que esta compra antecipada de espaço não resolve, por si só, todos os graves problemas que o nosso setor neste momento enfrenta”. De qualquer modo, também dizem entender que “é um passo importante no sentido do reconhecimento, de forma consequente, da importância da imprensa e do relevante serviço público que ela presta”.

“Continuaremos a desenvolver o nosso intenso trabalho, em várias frentes, para conseguir outros apoios para a imprensa. Conhecemos bem as vossas enormes dificuldades, os grandes sacrifícios que têm vindo a fazer. Pedimos que não desistam, pois tudo estamos a fazer para que o apreço e a solidariedade não se fiquem pelas palavras, mas antes por medidas concretas, como esta, que façam renascer a esperança”, apelam a APImprensa e a AIIC, nas pessoas dos seus presidentes João Palmeiro e Paulo Ribeiro, respetivamente.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here