O projeto inovador de recolha de lancetas e seringas usadas por doentes crónicos e outras pessoas sujeitas a tratamentos pontuais com recurso a corto-perfurantes, colocado em prática pela câmara de S. João da Madeira em 2019, continua a funcionar nos mesmos moldes anteriores à pandemia da Covid-19, pois, pela sua natureza, já era um processo tratado com especiais cuidados de manuseamento.

No entanto, o Município solicita, através de nota de imprensa recebida pelo labor, que sejam tidas em conta, como não poderia deixar de ser, as medidas de distanciamento social e proteção no acesso ao atendimento da autarquia.

O objetivo é dar um destino ambientalmente responsável e em condições de segurança a estes utensílios corto-perfurantes – designadamente agulhas e seringas -, evitando que acabem colocados no lixo doméstico, num projeto que é destinado a munícipes sanjoanenses.

Mais informações em www.cm-sjm.pt.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here