Já a partir da próxima semana

É já a partir da próxima semana que o Município inicia a distribuição das máscaras comunitárias que neste momento estão a ser produzidas pela empresa sanjoanense ERT Têxtil. Os munícipes receberão na caixa de correio três máscaras reutilizáveis e certificadas pelo CITEVE – Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário e também instruções sobre como devem proceder para obter aquelas que estão em falta no caso de o agregado familiar ser composto por mais do que três pessoas. A informação foi adiantada ao laborpelo gabinete de comunicação da autarquia ao final da manhã da passada terça-feira.

Poucas horas depois, Jorge Sequeira viria a tocar no assunto na reunião de câmara, uma vez mais realizada por videoconferência e pela primeira vez transmitida em direto desde que vivemos esta crise pandémica. O autarca falou desta “ação de sensibilização geral” que abarcará os cerca de 22 mil residentes no concelho, cujo custo total é de 30.316 euros (IVA incluído), e também de uma outra que a edilidade vai levar a cabo juntamente com a Associação Comercial de S. João da Madeira.

Para o responsável político, “não podemos baixar a guarda” e “temos de estar atentos e vigilantes para evitar um recrudescimento, uma escalada exponencial do número de casos” de infeção por Covid-19 a nível concelhio.

“Ainda esta semana” vão ser entregues viseiras e máscaras a comerciantes

“Ainda esta semana, iremos começar a distribuir pelos comércios tradicionais abertos ao público viseiras [“gentilmente oferecidas pela Simoldes] em articulação com a Associação Comercial”, avançou o edil, acrescentando que, “para além disto, iremos oferecer [também aos comerciantes] um conjunto de três máscaras cirúrgicas (do lote das máscaras oferecido pela Embaixada da República Popular da China)”.

Cerca de 370 máscaras entregues no Mercado Municipal e nos Transportes Urbanos

Com a “obrigatoriedade” do uso de máscara ou viseira e máscara nos transportes coletivos e também em espaços públicos fechados desde o início do mês, a câmara municipal (CM) distribuiu ao longo da semana passada e até 9 de maio máscaras a quem não tivesse este equipamento de proteção individual e quisesse viajar nos Transportes Urbanos Municipais (TUS) ou ir ao Mercado Municipal.

Segundo Jorge Sequeira, distribuíram “pouquíssimas máscaras” nos dois locais, “o que indica que a generalidade da população interiorizou bem a necessidade de utilizar máscaras”. Aliás, a título de exemplo, note-se que, como referiu o líder do executivo na reunião de câmara, “no primeiro dia, no Mercado, em cerca de 450/480 visitantes distribuímos apenas 28 máscaras”.

Contas feitas, e já de acordo com o gabinete de comunicação camarário contactado após a reunião, foram entregues cerca de 220 máscaras no Mercado Municipal e aproximadamente 150 nos Transportes Urbanos.

Recorde-se que, tal como o nosso jornal já noticiou na edição anterior, em caso de incumprimento do uso obrigatório deste equipamento de proteção individual, as pessoas ou entidades responsáveis “devem informar os utilizadores não portadores de máscara que não podem aceder, permanecer ou utilizar os espaços, estabelecimentos ou transportes coletivos de passageiros e informar as autoridades e forças de segurança desse facto caso os utilizadores insistam em não cumprir aquela obrigatoriedade”. Ainda relativamente aos transportes públicos, quem não usar máscara no seu interior está sujeito a uma multa entre os 120 e os 350 euros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...